Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Transações com cartão de crédito saltam 42,2% em um ano e setor cresce

0

De acordo com um levantamento da Abecs, o setor brasileiro de cartões cresceu 35,8% no 3º trimestre de 2021, em comparação ao mesmo período de 2020. E assim, movimentou R$ 687,3 bilhões. Além disso, as transações com cartão de crédito cresceram 42,2% em um ano, para R$ 426,1 bilhões. Enquanto isso, os cartões pré-pagos tiveram uma alta de 153,6%, mas com volume menor: R$ 31,9 bilhões. E as transações com cartão de débito aumentaram 18,6%, para R$ 235,3 bilhões.

Magalu dá 100% de cashback em livros de autores negros neste sábado

Transações com cartão de crédito saltam 42,2% em um ano e setor cresce

De acordo com a Abecs, de janeiro a setembro de 2021, o setor já movimentou R$ 1,8 trilhão em transações. Isso representa uma alta de 34,1% em relação ao mesmo período de 2020. O crescimento em cada mês em relação a igual mês de 2020, desacelerou ao longo do ano, e ficou em 33,1% em setembro.

Ademais, o presidente da Abecs, Pedro Coutinho, disse que a desaceleração é natural. Entretanto mesmo assim, o setor deve ter um crescimento de dois dígitos porcentuais em 2021. “A média anual de crescimento deve ultrapassar 20%”. O número de transações cresceu 39,1% no 3º trimestre, para 8,2 bilhões de operações, e chegou a 21,8 bilhões na soma do ano até setembro, uma elevação de 33,6%.

Além disso, ocorreu uma alta nas transações feitas por brasileiros no exterior. Entre os meses de julho e setembro, foram US$ 922,3 milhões gastos com cartões fora do Brasil, uma alta de 56,2%. em reais, a alta foi de 51,9% para R$ 4,8 bilhões. Já os gastos de estrangeiros no Brasil somaram US$ 589,9 milhões, aumento de 78,8%.

Diante dos resultados do 3º trimestre, e os primeiros números vistos neste 4º trimestre, a Abecs tornou mais otimista a sua projeção para a alta do setor em 2021. O número anterior era de 24%; agora, passou para 30%. “Estamos com uma linha mais otimista, é um número bastante impressionante”, explica Coutinho.

Segundo o presidente da Abecs, a reabertura da economia foi o principal fator de estimulo dos gastos com cartões. Assim como a safra agrícola na região Centro-Oeste do Brasil. Por fim, o auxílio emergencial, pago com valores menores em 2021, perdeu importância na composição do mix de transações com cartões.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Dean Drobot/shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -