Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Vale a pena investir na Cia Siderúrgica Nacional?

Vale a pena investir na Cia Siderúrgica Nacional? Veja nesse artigo os principais indicadores da CSN e seu atual cenário

0

Vale a pena investir na Cia Siderúrgica Nacional? Primeiramente, a Companhia Siderúrgica Nacional (“CSN”) foi fundada em abril de 1941, sendo a primeira produtora integrada de aço plano no Brasil, marcando o processo de industrialização no país.  

Desta forma, seu aço viabilizou a implantação das primeiras indústrias nacionais, núcleo do atual parque fabril brasileiro. Privatizada em 1993, a Companhia vem, desde então, modernizando-se e diversificando sua atuação. 

Ademais, as ações da Cia Siderúrgica Nacional dispararam nos últimos 12 meses, saindo de R$ 11,69 para R$ 44,70. Contudo, vale ressaltar que nesse período o preço dos minérios, assim como o de outras commodities, tiveram um aumento considerável.  

Sob tal aspecto, a empresa conseguiu uma rentabilidade e geração de caixa superior ao que era inicialmente esperado.  Desta forma, somente no primeiro trimestre conseguiu um recorde no seu EBITDA.  

Outro fator que também ajudou nos resultados da companhia foi o IPO da CMIN, que auxiliou a diminuir ainda mais a alavancagem da empresa. Com isso em mente, alcançou 1,29x na relação dívida líquida / EBITDA, número próximo ao que era esperado para o final do ano.  

Indicadores da CSN

Com o intuito de tomar uma decisão de investimento mais racional, é necessário se atentar para alguns indicadores da empresa em questão. Nesse sentido, eles podem fornecer uma visão macro da companhia e de suas operações, podendo auxiliar o investidor na tomada de decisão.  

Com tal propósito, falaremos sobre alguns indicadores e sobre os resultados que os agregam. Todavia, vale ressaltar que esse artigo não é uma indicação de investimento, e tem por objetivo somente comentar sobre os resultados publicados pela empresa. 

Ademais, também se faz valido ressaltar que os números nesse artigo foram tirados das cotações e demonstrações disponíveis no dia 16.07.21. Enfim, usaremos as ações ordinárias da empresa como base, sua sigla na B3 é CSNA3 

Indicadores de Rentabilidade e Histórico 

A análise de uma companhia sempre passa pela análise de sua rentabilidade. Certamente esse é um dos pontos onde o investidor mais precisa se atentar, uma vez que é por ele que provavelmente a empresa poderá fornecer algum retorno a curto, médio ou longo prazo.  

ROE:  Primeiramente, o ROE fornece uma proporção entre o lucro líquido de uma empresa e seu patrimônio líquido. Ele é medido por lucro liq. / patrimônio liq. e informa o quanto uma empresa gera de caixa em comparação ao que ela já tem de ativos. 

Desta forma, o ROE da companhia aparece em 72,25%, número inflacionado pela alta atípica no preço dos minérios de ferro e aço. Contudo, esse percentual assustadoramente alto atual não deve se manter por muito tempo, visto que os preços devem retornar para um patamar menor em algum momento. 

Nesse sentido, vemos que historicamente o ROE da CSN varia bastante, chegando a –11,25% em 2015 e 55,44% em 2018.  

ROIC:  Por sua vez, o ROIC fornece um panorama mais geral da rentabilidade da companhia. A sigla significa “Retorno Sobre o Capital Investido”, e é medido a partir do Resultado Operacional Líquido de Impostos sobre o Capital Investido da empresa. 

Sendo assim, o ROIC da CSN hoje é de 21,59%, maior patamar desde 2009. Entretanto, nesse caso o número sofre de variações menores ao longo dos anos, mas ainda está esticado pela alta nos preços dos minérios.  

Margem líquida: A margem líquida representa a porcentagem de lucro líquido que uma empresa obteve em relação à sua receita total. Assim, quanto maior é o indicador, mais eficiente é a operação,  uma vez que uma maior parte do que foi gerado se tornou lucro.    

Da mesma forma que os indicadores anteriores, a margem líquida se encontra bem acima da sua média histórica. Atualmente o número é de 28,37%, maior patamar já alcançado.  

Semelhantemente ao ROE, a margem líquida da CSN também é bastante volátil historicamente, tendo inclusive valores negativos em 2016.  

Histórico de Dividendos da CSN

Em síntese, os dividendos são a parte do lucro que a empresa repassa para seus acionistas. Dessa forma, como sócio da empresa, o investidor tem direito a receber os proventos que esta distribui, tornando essa uma das principais formas de se ganhar dinheiro passivamente com ações.   

Do mesmo modo, o Dividend Yield mede a porcentagem de dividendos em comparação ao preço da ação. Por exemplo, um Dividend Yield de 10% mostra que 10% do valor da ação está sendo repassado em forma de dividendos para os acionistas. Nesse sentido, a empresa entre 2014 e 2017 não distribui dividendos, sendo que em 2014 e 2016 obteve prejuízos. Ademais, a partir de 2018, o esse indicador da companhia ficou em 6,56%, 2,49% e 1,82% respectivamente.  

Endividamento 

Certamente ao pensar em se tornar sócio de uma empresa é crucial ficar atento ao montante do seu endividamento. Nesse sentido, iremos analisar dois dos principais indicadores de dívidas de uma companhia: a Dívida líquida / PL e a Dívida Líquida / EBTIDA 

Dívida líquida / PL 

Primeiramente, a Dívida Líquida/Patrimônio Líquido é calculada através da divisão entre todo o endividamento da empresa e o total de ativos que ela possui. Desta forma, é possível descobrir o quanto uma empresa utiliza de capital de terceiros para financiar suas atividades em relação ao patrimônio dos seus acionistas. 

Assim, a dívida líquida / PL da CSN hoje é de 1,11. Alguns fatores além da alta de preços contribui na diminuição da divida da empresa, um deles foi o IPO da CMIN, que auxiliou a diminuir ainda mais a alavancagem da empresa. 

Com isso, a CSN conseguiu sair de um número relativamente preocupante de 3,61 para os atuais 1,11.  

Dívida líquida / EBITDA 

A dívida líquida / EBITDA fornece o número de anos que uma empresa levaria para pagar sua dívida líquida no cenário em que o EBITDA permanece constante. Nesse sentido, os mesmos fatores citados anteriormente ajudaram a empresa, que hoje possui uma relação de Dívida líquida / EBITDA de 1,29.  

Conclusões 

Em resumo, a CSN obteve recentemente resultados inflados pela alta nos preços dos minérios, somando isso ao IPO da CMIN a companhia teve seu boom nos preços das ações. Contudo, ainda é cedo para afirmar se a companhia vai conseguir usar esse período favorável para melhorar as suas operações,

que antes não estavam acima da média do setor.  

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...