Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Certificadora digital brasileira Valid compra 51% da fintech Blupay

0

A startup do ramo financeiro Blupay teve 51% dela adquirida pela Valid. O valor da transação foi de R$ 3,9 milhões, porém valor total da compra pode chegar a R$ 25,8 milhões, segundo os termos negociados. O objetivo da Valid ao comprar a fintech é, principalmente, disseminar conhecimento sobre transações financeiras baseadas na tecnologia blockchain.

É provável que você também goste:

Nova regra aumenta concorrência entre bancos e fintechs, como Nubank, reduzindo taxas de saques e depósitos

A Blupay já possui um produto em funcionamento para viabilizar o core transacional de pagamentos. Ela atuará no processamento de transações atendendo a modelagem da arquitetura do pagamento instantâneo em conjunto com a Valid. Atualmente, as soluções digitais já representam 10% do faturamento da Valid, entretanto esse montante deve crescer com a nova aquisição da empresa.

“A solução de pagamento instantâneo vem incrementar e complementar o nosso portfólio de soluções tais como: identificação digital, certificados digitais, mobile banking, desmaterialização, gerenciamento de cidades inteligentes, entre outros”, comentou a Valid.

Quem é a Valid no mercado?

A Valid é uma empresa que atua em diversos países com segurança digital e física, ou seja, é uma certificadora digital. A empresa tem mais de 60 anos de experiência nos setores de meios de pagamento, telecomunicações, sistemas de identificação, marketing digital e certificação digital.

O objetivo da instituição é, sobretudo, desenvolver soluções que permitam que empresas, governo e cidadãos possam se identificar, conectar, comunicar e realizar transações de dados e financeiras de forma segura.

A VALID Certificadora Digital foi criada em 2011 e, desde então, realiza investimentos aplicados na construção de uma infraestrutura completa para atender todas as necessidades normativas da ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileiras), comerciais e operacionais. A empresa afirma que possui serviços digitais dentro de padrões internacionais e em total integração com as normas da ICP-Brasil.

A Valid atua em 16 países, situados nas Américas, Europa, África e Ásia. Com o nome Thomas de La Rue, a Valid começou a funcionar no Brasil em 1957, como subsidiária dessa companhia inglesa.

Com lucro líquido de R$ 31,7 milhões no terceiro trimestre de 2019, esse número representou uma alta de 33,2% em comparação com os valores de julho a setembro de 2018. No acumulado anual, o lucro líquido da companhia chegou a R$ 51,7 milhões. No ano passado, o montante nos primeiros nove meses foi de R$ 57 milhões.

Boa parte desses bons resultados se deve à receita da operação de meios de pagamentos no país e no exterior, que tiveram crescimento de 51,9%. Quem quer investir na Valid pode encontrá-la na bolsa de valores com o código VLID3.

O que é a Blupay?

Blupay é uma fintech que usa blockchain para tornar as transações financeiras mais eficientes e seguras. Suas soluções prometem aumentar a confiabilidade nas empresas e melhorar a experiência dos consumidores, entretanto as ferramentas da fintech ainda não estão disponíveis para o público final.

O que blockchain tem a ver com pagamentos?

Quando você coloca uma informação na blockchain, ela está segura e ela não pode ser alterada, ou seja, vira um registro imutável. Por isso, essa tecnologia está sendo bastante utilizada no meio de pagamentos.

A blockchain também permite a rastreabilidade, ou seja, é possível saber quando o pagamento foi feito e a partir de qual usuário, por exemplo. Ela é a tecnologia por trás das bitcoins, as moedas digitais, permitindo que dois usuários transfiram dinheiro entre si sem que seja necessário um banco intermediário para garantir a legitimidade do pagamento. A própria blockchain é que diz que ele é legítimo, pela sua cadeia de informações.

Em um país com tantos vazamentos de dados bancários e de cartão de crédito, a blockchain é uma forma de garantir maior segurança aos consumidores. Ela pode ser um grande incentivo para que o comércio eletrônico possa atingir o público que tem mais receio de inserir informações de pagamento em lojas da internet.

Esse potencial de reter informações de forma segura e imutável faz com que a blockchain possa ser usada para muitas coisas além dos pagamentos.

Quando essa tecnologia é aplicada em pagamentos internacionais, uma vantagem é a liquidação em tempo real. Também ocorre a alteração ou substituição de correspondência bancária tradicional, tornando as transferências entre países mais rápidas.

Para o futuro, podemos esperar que as empresas brasileiras de pagamento apostem na segurança e invistam em tecnologias para evitar as fraudes e o vazamento de informações de seus clientes.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: Chris Liverani, via Unsplash.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...