Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Veja como funciona a compra de criptomoedas no Nubank

Os clientes do Nubank podem acessar diferentes criptomoedas do portfólio por meio da plataforma. Saiba mais!

O mercado das criptomoedas vem ganhando cada vez mais adeptos e, nos últimos anos, instituições bancárias vêm se adaptando a essa nova forma de investimento. O Nubank, conhecido por seu pioneirismo tecnológico dentro das soluções financeiras, não é exceção.

Recentemente, a fintech expandiu seu catálogo de criptomoedas, tornando possível que os usuários adquiram e negociem tais ativos diretamente através do aplicativo. As novas moedas adicionadas ao catálogo do Nubank foram: Bitcoin, Ethereum, Optimism e Avalanche. Todas elas contam com a proteção do sistema avançado Blockchain, que garante a integridade das transações e dos dados dos usuários. 

Além disso, tanto iniciantes, quanto investidores mais experientes, podem comprar e vender esses ativos a qualquer momento por meio do acesso ao serviço de negociação. Saiba mais detalhes a seguir!

Criptomoedas no Nubank: como funciona?

O uso do serviço de criptomoedas no Nubank é bastante simples e intuitivo, permitindo que os usuários negociem diretamente pelo app. Ao acessar o aplicativo e clicar no ícone de “$”, localizado na parte inferior da tela, o usuário é redirecionado para a opção “Cripto”, na qual poderá adquirir ou vender seus ativos.

Depois disso, a confirmação da transação é feita com a senha de 4 dígitos comumente usada no aplicativo. Assim sendo, o banco debita o montante instantaneamente na conta do usuário, após o encerramento do procedimento.

Celular com aplicativo do Nubank sobre teclado de computador. Ao lado, moedas com símbolos das criptomoedas Bitcoin e Ethereum
Imagem: Diego Thomazini / shutterstock.com

Quais são as taxas e as criptomoedas disponíveis?

A taxa para a contratação do serviço de aquisição de criptomoedas no Nubank é de 0,9% sobre o preço de compra. Esse é um valor promocional, pois normalmente a taxa é de 1,6%. Desse modo, a instituição afirma que o valor reduzido segue por aproximadamente um mês após a inclusão das novas moedas digitais no portfólio.

Veja também: Confira a lista de motivos que fazem um motorista da Uber perder a conta

Em relação às criptomoedas disponíveis, a fintech começou em maio de 2022 com Bitcoin e Ether. Porém, expandiu sua oferta e agora disponibiliza acesso a 14 criptomoedas além do Nucoin, acumulando até novembro de 2023 mais cinco adições ao seu portfólio, com previsão para a inclusão de mais moedas no futuro.

Imagem: Diego Thomazini / shutterstock.com