Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Venda e uso de produtos à base de fenol é proibida pela Anvisa; entenda o motivo

A Anvisa proíbe produtos com fenol devido aos riscos à saúde. Descubra mais sobre essa restrição importante.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tomou uma decisão impactante nesta semana ao proibir a utilização de produtos à base de fenol em todas as práticas relacionadas à saúde e estética. A resolução, que entrou em vigor imediatamente, afeta diretamente a importação, fabricação, manipulação, distribuição e publicidade deste composto químico.

Essa medida foi adotada como uma forma de proteção à saúde pública, devido à falta de estudos consistentes que garantam a segurança e eficácia do fenol em tais procedimentos. Dessa maneira, até então, o fenol era comumente utilizado em tratamentos de peelings químicos, visando a melhoria estética da pele.

Por que a Anvisa proibiu o fenol em tratamentos estéticos?

celular com logo da Anvisa
Imagem: Brenda Rocha – Blossom / Shutterstock.com

A urgência da proibição se deu especialmente após relatos de complicações graves em pacientes que utilizaram o fenol para peelings cutâneos. Dessa forma, entre os casos mais alarmantes está a morte de um empresário em São Paulo, que sofreu reações severas logo após o procedimento, culminando em seu óbito.

A técnica de peeling com fenol, embora eficaz para tratar certas imperfeições da pele, carrega riscos significativos. Especialistas apontam que o tratamento pode causar desde manchas permanentes até graves problemas cardíacos, devido à toxicidade do composto. Além disso, um dos maiores perigos está na possibilidade de causar queimaduras químicas severas e cicatrizes permanentes.

Alternativas seguras ao peeling de Fenol

  • Peeling com Ácido Glicólico: menos agressivo e com rápido período de recuperação.
  • Peeling de Ácido Salicílico: ideal para tratamento de acne e renovação celular.
  • Microdermoabrasão: procedimento mecânico que revitaliza a pele sem químicos agressivos.

Diante dos riscos apresentados, a Anvisa continua a investigação sobre o fenol, enquanto profissionais da saúde são instados a suspender seu uso. Este episódio serve como um lembrete vital sobre a importância da regulamentação e monitoramento rigoroso de substâncias utilizadas em tratamentos de saúde e estéticos.

Imagem: rafapress/Shutterstock.com