Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Vendas do comércio batem recorde com crescimento de 1,2% em julho

Essa foi a 4ª alta mensal consecutiva, conforme os dados da Pesquisa Mensal de Comércio.

0

Diante do avanço de 1,2% em julho, o volume de vendas do varejo do Brasil bateu um recorde da série histórica iniciada em 2000. Essa foi a 4ª alta mensal consecutiva, conforme os dados da Pesquisa Mensal de Comércio, divulgada na última sexta-feira (10), pelo IBGE. Sendo assim, em 2021, o setor cresceu, ao todo, 6,6%, e no último ano, 5,9%.

Vendas do comércio batem recorde com crescimento de 1,2% em julho

De acordo com o IBGE, apesar do movimento positivo de vendas, algumas atividades do setor ainda não conseguiram se recuperar das perdas que tiveram no último ano. Exemplo disso é o caso de equipamentos e material para escritório, que ainda está 26,7% abaixo do patamar pré-pandemia. Além desse, os combustíveis e lubrificantes estão 23,5% abaixo, explica o gerente da PMC, Cristiano Santos.

Volume de vendas no comércio varejista (%)

 

 

Seja membro

Em suma, 5 de 8 atividades pesquisadas conseguiram taxas positivas no mês. O destaque vai para o grupo de “outros artigos de uso pessoal e doméstico”, que aumentou suas vendas em 19,1% no período. Além disso, o IBGE diz que o movimento de recuperação se deve a promoções feitas pelos lojistas, que aproveitam o momento de reabertura das atividades não essenciais.

A pesquisa também destaca o avanço dos grupos Tecidos, vestuários e calçados (2,8%); bem como os equipamentos e o material para escritório, informática e comunicação (0,6%). Os hipermercados, os supermercados, os produtos alimentícios, as bebidas e o fumo cresceram 0,2%, enquanto os artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (0,1%) ficaram estáveis. Já do lado das quedas, o destaque foi para livros, jornais, revistas e papelaria (-5,2%), móveis e eletrodomésticos (-1,4%), e combustíveis e lubrificantes (-0,3%). 

Além disso, o volume de vendas do comércio varejista ampliado, por sua vez, cresceu 1,1% em julho ante junho. O setor engloba, além do varejo, os veículos e os materiais de construção. A alta também foi puxada, de acordo com o IBGE, pelo setor de veículos, motos, partes e peças (0,2%). Já o grupo material de construção teve uma queda de 2,3% nas vendas do mês. 

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Kleber Cordeiro / Shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.