Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Visa passa a permitir transações por meio de criptomoedas

Com o anúncio de nova forma de recebimento, o preço de várias criptomoedas teve alta, inclusive o Bitcoin.

0

Nesta segunda-feira (29/03), a Visa fez um comunicado para a imprensa de que está focada em tornar as criptomoedas mais seguras, além de adicionar novos valores ao ecossistema da cripto. Além disso, a intenção também é torná-las úteis e viáveis para pagamentos.

Com essa notícia, o mercado financeiro vibrou, pois a integração de moedas digitais aos métodos tradicionais já é uma realidade.

No entanto, a Visa não é a primeira a dar esse passo. Em fevereiro deste ano, a Mastercard também anunciou que tem planos de incluir as criptomoedas como uma opção de transação ainda em 2021. Já a Tesla saiu na frente e liberou uma moeda como forma de pagamento para seus produtos na semana passada.

A tendência é que mais instituições financeiras e empresas sigam pelo mesmo caminho, com oferta de criptomoedas como mais uma opção ao cliente.

É provável que você goste também:

XP Investimentos gera polêmica após dizer que “milhas não servem para nada”

Banco Inter lança milhares de cursos livres pelo SuperApp

PagBank libera aplicações a partir de R$ 500 em fundos de criptomoedas

Era só uma questão de tempo para as criptomoedas

Segundo Cuy Sheddield, diretor de assuntos cripto da Visa, a demanda tem crescido entre os consumidores pelo mundo todo, onde eles querem criar produtos em que a moeda seja uma forma de acesso.

Contudo, as exchanges e serviços digitais, além de algumas empresas físicas, já ofertam o uso de criptomoedas como meio de pagamento. O problema enfrentado, no entanto, é que há a conversão da moeda para o dinheiro fiduciário, que é a moeda corrente, com suas tradicionais taxas adicionais e toda a burocracia envolvida.

Diante desse problema, tornou-se uma questão de tempo para as criptomoedas receberem atenção de alguma marca importante para se destacarem. Sendo assim, a Visa enxergou a causa e trabalha na solução.

A ideia é que não seja feita a conversão, mas sim o uso da criptomoedas como forma de pagamento como saldo, sem ser convertida.

Com o uso do blockchain da Ethereum, a empresa fez a primeira transação dessa modalidade neste mês, com um recebimento em USD da Crypto.com.

Melhoria da infraestrutura da Visa permite expansão do cenário

Em 2019, a empresa iniciou um trabalho focado em bancos ativos digitais Anchorage para integrar a criptomoeda na infraestrutura que já existe, o que trouxe a possibilidade de liquidação da mesma.

Com isso, o processamento de pagamentos de USDC da Visa faz com que a Crypto.com, assim como as demais empresas de criptomoedas, possam avaliar novos modelos de negócio sem que haja a preocupação com o tradicional meio de conversão.

Portanto, com este anúncio, até o Bitcoin foi afetado, tendo um maior valor após uma semana de crise. A criptomoeda chegou a bater US$ 58 mil nesta segunda-feira, logo após a Visa anunciar a integração. 

A notícia também afetou o mercado de criptoativos em geral. O ether (ETH) se tornou a segunda moeda digital em capitalização, com um aumento de 7,5%, e superou os US$ 1.800.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

imagem: OscarDominguez / shutterstock.com

Comentários
Carregando...