Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Você pode perder o abono salarial e nem sabe, nova regra vai atingir mais da metade dos trabalhadores

0

A proposta de reforma da Previdência foi recentemente aprovada em primeiro turno na Câmara dos Deputados e em agosto segue para segundo turno. A nova regra pode cortar o acesso ao benefício do abono salarial Pis/Pasep para aproximadamente 12,7 milhões de trabalhadores em todo o país. Com isso, mais da metade dos trabalhadores pode perder o abono salarial. Saiba mais.

É provável que você também goste:

Serasa libera o cartão Carrefour na sua plataforma de crédito online

Caixa abre sábado e domingo para liberar recursos do FGTS e do PIS

Seja membro

Você pode perder o abono salarial e nem sabe, nova regra vai atingir mais da metade dos trabalhadores

A proposta da reforma ainda depende de votação em segundo turno na Câmara dos Deputados, e posteriormente, mais dois turnos no Senado Federal. Caso seja aprovada e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, o abono salarial somente será concedido para quem ganha até R$ 1.364,43, e não mais para quem ganha até dois salários mínimos.

Este valor foi calculado pelo critério previsto na Constituição, que define a condição de baixa renda. A exclusão atingirá 54% dos 23,7 milhões dos atuais beneficiários do abono salarial. Atualmente, quem recebe até dois salários mínimos de remuneração mensal, recebe um salário mínimo de benefício.

Entretanto, em relação ao ano-base 2018, nada muda. Ou seja, inclusive o calendário já foi divulgado, e os trabalhadores que receberam até dois salários mínimos com carteira assinada no ano passado, vão receber o abono salarial normalmente.

Para ter direito ao abono salarial, o trabalhador deverá ter trabalhado no mínimo 30 dias com carteira assinada no ano passado. A cada mês trabalhado tem direito ao equivalente a 1/12 de salário mínimo no valor do benefício. Aliás, considerando período igual ou superior a 15 dias contará como mês integral.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.