Durante essa grave crise que assola nosso país, em detrimento do novo coronavírus, é normal que as empresas precisem de crédito. Além disso, para que as empresas cresçam, é muito importante que os seus proprietários façam investimentos, e o empréstimo para pessoas jurídicas representa uma das melhores opções nessa hora. Entretanto, em contato com os bancos ou financeiras, é possível conseguir uma linha de crédito apropriada ao porte da empresa e com condições distintas de pagamento. Através de um empréstimo bancário, a empresa pode comprar equipamentos para inovar na sua produção, pode fazer uma reforma e, se estiver em um período de crise, pode também pagar as dívidas (desde que tenha cuidado com a taxa de juros, que deve ser mais baixa do que a incorporada à dívida). A seguir, 5 excelentes motivos para a sua empresa se abrir para um empréstimo bancário.

É provável que você também goste:

Vale a pena pedir empréstimo pessoal para pagar dívidas durante a crise?

Linha de crédito do Bradesco de R$ 27 bilhões é liberada para folha de pagamento de micro e médias empresas

Descubra o segredo para solicitar um empréstimo para MEI na Caixa de até R$ 12.500

5 motivos essenciais para sua empresa fazer um empréstimo bancário

1 – Ampliar instalações

Fazer um empréstimo bancário para ampliar instalações

Quando a empresa está em crescimento e tem mais clientes para atender, ela não deve ter medo de ampliar as suas instalações. O problema é que isso tem um custo e nem sempre as reservas financeiras da empresa são suficientes para a reforma.

Esse é um dos motivos mais comuns para se solicitar um empréstimo bancário, mas é necessário antes fazer um orçamento com os pedreiros para saber exatamente o total da obra e fazer um empréstimo baseado nesse orçamento.

Além das grandes empresas, é normal que microempresários, que estão tentando ampliar os seus negócios, também peçam esse tipo de empréstimo para fazer reformas, construir mais salas, etc.

2 – Financiar o Marketing

Fazer um empréstimo bancário - marketing

Toda empresa precisa de uma estratégia de Marketing e, em alguns períodos, ela deve ser intensificada. Por exemplo: quando ela começa a oferecer um novo produto, quando abre uma filial, quando muda o seu logotipo, etc.
Nessas situações, é indispensável que a empresa fique ainda mais visível para os consumidores e o dinheiro para intensificar o Marketing pode vir de um empréstimo bancário.

Antes, é indicado determinar qual será o tipo de Marketing adotado: propagandas televisivas? Anúncios na Internet? Outdoor? Anúncios no rádio? Com essa definição, deve-se buscar o orçamento.

3 – Pagamento de dívidas

Fazer um empréstimo bancário para pagar dívidas

Infelizmente, nem sempre o empréstimo bancário para empresas tem como motivo uma ampliação ou divulgações: às vezes, o que acontece é que o negócio está com suas contas atrasadas.

Dependendo do tipo de conta, um empréstimo dessa natureza pode solucionar a questão. Por exemplo: se a dívida é por causa de um problema pontual e a parcela do empréstimo será razoável.

No entanto, é claro que empréstimo para a empresa quitar folha de pagamento ou contas mensais é contraindicado.

4 – Ampliar o estoque

ampliar estoque

Empresas que trabalham com venda de produtos, por exemplo, têm constante necessidade de estar com seu estoque renovado. Por isso, o empréstimo bancário pode ajudar a comprar as novas peças que os consumidores estão procurando tão frequentemente.

No geral, é preciso ficar atento: depois que o estoque for vendido, será fácil pagar o empréstimo? A quantidade de vendas será suficiente para pagar o empréstimo e lucrar? Se ambas as respostas forem positivas, então está na hora de pedir uma linha de crédito.

Para saber se vale a pena reforçar o estoque a ponto de solicitar um empréstimo, é importante avaliar os hábitos de consumo dos clientes. Por exemplo: se várias pessoas têm procurado uma loja de calçados em busca de um modelo específico, pode valer a pena fazer um empréstimo para comprar mais dessas peças.

Provavelmente, todas elas serão vendidas e o resultado final permitirá que a loja tenha lucro e que arque com a linha de crédito contratado sem ficar inadimplente.

5 – Abrir novas filiais

filiais

Depois que as empresas aumentam as suas instalações, o próximo passo e seu crescimento é aumentar o número de filiais. Nesses casos, os empresários também podem pedir um empréstimo bancário a fim de conseguir comprar o novo imóvel, os equipamentos necessários, fazer instalações de luz e água, etc.

É muito comum ainda que o imóvel considerado ideal para uma nova unidade precise de alguns ajustes, como a abertura de um pavilhão, o conserto de um encanamento e coisas semelhantes. Isso tudo reforça como o empréstimo bancário para pessoa jurídica pode facilitar tudo.

Porém, é claro que será preciso um empréstimo de grande porte e, por isso, a empresa deve ter indícios suficientes de que a nova unidade oferecerá lucro a médio ou longo prazo.

Comparações de linha de crédito empresarial são indispensáveis

Os bancos e financeiras trabalham com várias opções de linhas de crédito para empresas e é muito importante fazer uma comparação rigorosa entre elas a fim de avaliar:

  • Mais prazo de pagamento;
  • Qual tem mais possibilidade de negociação em caso de futuros problemas financeiros;
  • Uma linha de crédito que cobra menos juros
  • Indica-se ter uma planilha física ou virtual na qual as informações sobre cada empréstimo bancário para empresa são anotadas. Além desse cuidado, há as simulações online, cujos resultados também precisam ser comparados.

Gostou das dicas?

Agora é só aplicar em seu dia a dia!

Para estar sempre atendo as novidades, acompanhe nosso blog!

Se você está buscando por um, vamos fazer uma simulação rápida? Clique no botão abaixo:

>> Quero fazer uma simulação <<

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagens: ldutko (destaque), nopnat, My Life Graphic, vihrogone, wavebreakmedia e Rido via shutterstock