A crise do novo coronavírus tem causado muitos problemas econômicos e sociais no país, como a instabilidade financeira de empresas e o crescimento do desemprego. Desse modo, muitas empresas estão buscando formas de enfrentar o momento com um pouco mais de tranquilidade financeira. Uma dessas estratégias é o parcelamento da folha de pagamento por meio de linhas especiais de crédito concedidas pelos bancos.

É provável que você também goste:

Vale a pena pedir empréstimo pessoal para pagar dívidas durante a crise?

Veto de Bolsonaro exclui pais solteiros, motoristas de aplicativo e catadores do Auxílio Emergencial

Bradesco oferece vagas de emprego em meio a pandemia de Covid-19

Por isso, pensando em facilitar o momento para empreendedores menores, que estão especialmente prejudicados pela crise, o Bradesco liberou uma linha de crédito de R$ 27 bilhões para folhas de pagamento. Neste texto, entenda mais sobre a liberação e como fazer uso dessa solução para seu negócio.

Como funciona a linha de crédito do Bradesco

O intuito principal da linha de crédito do Bradesco é custear a folha de pagamento de micro e médias empresa, entendendo negócios com faturamento anual menor do que R$ 360 mil reais. Assim, o banco se aproxima dos pequenos empreendedores e oferece uma solução especialmente para esse público.

Além disso, o Bradesco também pretende auxiliar empresas com faturamento acima de 10 milhões de reais e que não são elegíveis para participar de seu outro programa, desenvolvido pelo governo em parceria com grandes bancos do país.

Sendo assim, a ideia dessa linha de crédito do Bradesco, segundo o próprio banco, é conceder uma taxa de juros mais em conta, oferecendo esses 27 bilhões de reais para cerca de 7 milhões de empresários. Para aumentar a adesão ao programa, o banco também retirou a obrigatoriedade de as empresas estarem em dia com a Previdência.

Outra discussão, já em andamento, é a possibilidade de permitir que empresas tomem empréstimos para pagar apenas uma parte da sua folha de pagamentos. O programa também deverá ser estendido de dois para três meses.

Como aderir à linha de crédito do Bradesco?

Como já mencionado, estão aptas a participarem da linha de crédito de R$ 27 bilhões as empresas com faturamento menor do que R% 360 mil e acima de R$ 10 milhões. Portanto, quem está dentro dessas regras e possui o crédito pré-aprovado, basta fazer a contratação do serviço.

Para começar, é muito simples, uma vez que o processo pode ser feito de forma totalmente online. Primeiro, acesse o Bradesco Net Empresa, selecione as opções “Empréstimo > Capital de Giro > Liberação de crédito negociado > Crédito Folha Pgto”.

Com isso feito, confirme as condições do contrato, valide sua assinatura eletrônica e encerre o processo. Você também pode aproveitar para pagar os funcionários diretamente pelo Net Empresa, em “Opções Folha de Pagamento > Efetuar Pagamento da Folha”.

Porém, antes de fazer a contratação da linha de crédito do Bradesco, é importante saber alguns pontos. Um deles é que os recursos não ficarão disponíveis na conta-corrente da sua empresa. Eles serão enviados diretamente para as contas dos seus funcionários no dia do pagamento da folha.

Por isso, é importante fazer a contratação do crédito no dia do pagamento da folha, para não ter nenhum tipo de problema ou imprevisto com seus pagamentos.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem destacada: Everson Mayer / Shutterstock.com