Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Não sacou o abono salarial PIS/Pasep? Não se desespere, você ainda tem direito!

0

Se esgotou o prazo para sacar o abono salarial PIS/Pasep dia 28 de junho, referente ao ano base de 2017. Ao todo, 2.038.417 pessoas deixaram de sacar o benefício, o que corresponde a R$ 1,3 bilhões. Ou seja, 8% do total. O que muita gente não sabe, é que ainda tem direito a sacar o abono, graças ao prazo prescricional de cinco anos. Saiba mais.

É provável que você também goste:

2 dos maiores defeitos do Banco Inter em relação ao Nubank.

Enquanto grandes bancos aumentam tarifas o dobro da inflação, Banco Inter segue aumentando serviços gratuitos.

Pacote pós-Previdência do Governo libera FGTS, PIS/Pasep e muito mais

Não sacou o abono salarial PIS/Pasep? Não se desespere, você ainda tem direito!

Todos os trabalhadores que perderam a data do vencimento no dia 28 de junho, continuam a ter direito ao benefício. A Secretaria do Trabalho, do Ministério da Economia, afirma que é assegurado o prazo prescricional de 5 anos para acesso ao abono salarial PIS/Pasep.

Quem tem direito ao abono do PIS/Pasep?

Tem direito ao abono salarial PIS/Pasep aqueles trabalhadores que trabalharam com carteira assinada em 2017, e cuja renda mensal era em média de até dois salários mínimos. Era também necessário estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, e ter trabalhado ao menos, 30 dias em 2017. Adicionalmente, era necessário que o empregador tenha enviado as informações na Relação Anual de Informações Sociais – RAIS.

Os valores do PIS/Pasep variam de R$ 84 A R$ 998, de acordo com o número de meses trabalhados no ano base 2017.

Como proceder

Se o trabalhador tinha direito e não sacou o benefício, deve buscar informações em uma das unidades de atendimento da Secretaria do Trabalho. Outra possibilidade é entrar em contato com a central de atendimento 158, para saber quais as providências que deverá tomar.

Enquanto isso, o dinheiro não retirado vai para o Fundo de Amparo do Trabalhador – FAT. É a fonte utilizada para o pagamento de benefícios como o abono salarial e o Seguro-Desemprego.

Enfim, o que achou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar