Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Adiamento do leilão de arroz pela Conab: motivos e consequências

O governo, em resposta à especulação de preços do arroz no Mercosul, optou por adiar o leilão de arroz importado. Entenda.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) surpreendeu ao oficializar o adiamento do leilão de 104 mil toneladas de arroz, inicialmente previsto para esta terça-feira (21).

A decisão visa aumentar a oferta do grão no país, especialmente em um momento crítico devido às enchentes no Rio Grande do Sul, responsável por 70% da produção nacional de arroz.

Motivos do adiamento do leilão de arroz

Imagem de uma tigela com arroz e ao lado uma colher de pau
Imagem: Pixabay/Pictavio

Segundo o Ministro do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira, o adiamento se deve à assinatura de uma portaria governamental recente.

Na segunda-feira (20), o governo federal zerou o imposto de importação para três tipos de arroz. Essa medida emergencial visa evitar o desabastecimento do produto e conter o aumento dos preços no mercado interno.

A Conab ressalta que o adiamento do leilão não afeta o compromisso do governo em garantir o abastecimento de arroz para a população brasileira. A empresa segue monitorando o mercado e tomando medidas para assegurar a oferta do produto a preços justos.

Especulação do Mercosul

Outro fator crucial para o adiamento é a especulação do Mercosul. O bloco elevou em até 30% o preço do cereal, impactando diretamente a competitividade do arroz brasileiro.

O ministro Teixeira ressaltou que a suspensão do leilão é uma estratégia para avaliar melhor o cenário e tomar decisões que não prejudiquem os consumidores e produtores nacionais.

Contexto das enchentes no RS

As recentes enchentes no Rio Grande do Sul agravaram a situação, já que o estado é responsável por uma parcela significativa da produção de arroz consumido internamente.

Com as plantações inundadas, a oferta do produto diminuiu drasticamente, elevando os preços e gerando preocupações sobre o abastecimento.

Veja também:

Idosa de 97 anos se nega a deixar imóvel no RS e diz: ‘saio quando morrer’

A Conab deverá anunciar em breve a nova data para o leilão, enquanto continua monitorando de perto as condições do mercado e os impactos das enchentes.

imagem: Suwan Wanawattanawong / shutterstock.com