Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Afinal, por que os R$ 448 do FGTS não caíram na conta? Confira os possíveis motivos

0

Primeiramente, o presidente Bolsonaro havia liberado o saque de até R$ 500 para o FGTS. A ideia era que o dinheiro sacado pelos trabalhadores movimentaria a economia. No entanto, o governo resolveu adicionar um saque complementar de R$ 448. Esse segundo depósito do FGTS entrou na conta no dia 20 de dezembro, mas muita gente que achou que receberia acabou não recebeu. Vamos ver quais os prováveis motivos pelos quais esse valor do FGTS não caiu na conta.

É provável que você também goste:

Presidente do Bradesco afirma que o Nubank é uma ameaça e gostaria de ter os clientes da empresa.

Bolsa Família vai aumentar benefício em 2020 com o fim da isenção na cesta básica.

Seja membro

Por que os R$ 448 do FGTS não caíram na conta?

Antes de mais nada, temos que analisar quem tinha direito ao depósito complementar do FGTS. Na verdade, tem direito ao saque extra quem tem alguma conta de FGTS, ativa ou inativa, com saldo de até R$ 998 até 24 de julho de 2019. Ou seja, se você tem apenas uma conta no FGTS com saldo maior do que R$ 998, só poderá retirar os R$ 500 que já estão disponíveis desde setembro deste ano. Entretanto, o trabalhador que tinha até R$ 998 em uma das contas do FGTS e R$ 1000 em outra conta até o dia 24 de julho, poderá sacar R$ 998 da primeira conta e R$ 500 da segunda. Porém, quem tinha um saldo maior do que R$ 998 em cada conta do FGTS, não terá direito ao saque de R$ 448.

Como conferir o extrato do FGTS?

Você ficou confuso com todos esses números? Está em dúvida se tem ou não direito de sacar R$ 448? Então a melhor alternativa é consultar o seu extrato do FGTS.

Para isso basta se cadastrar no site da Caixa com os números do NIS e senha do Cartão Cidadão em mãos, ou pelo aplicativo FGTS, disponível para smartphones Android, iPhone e computadores Windows. Outra maneira de acessar seu extrato é pelo internet banking, para quem possui conta corrente na Caixa.

Ao acessar sua conta, clique na opção “Extrato Completo” para verificar todas suas contas do FGTS, ativas e inativas.

Dá pra juntar os dois e sacar R$ 998?

Sim, quem ainda não resgatou os R$ 500,00, e tem direito aos R$ 448, poderá sacar o valor integral de R$ 998,00 a partir de 20 de dezembro de 2019. O saque dos recursos seguiu um calendário de acordo com a data de aniversário do trabalhador. Os R$ 500,00 já foram liberados para quem nasceu entre janeiro e outubro.

Por outro lado, quem nasceu em novembro ou dezembro e não possui conta poupança na Caixa (ou seja, não receberá o crédito em conta) só recebe o saque imediato a partir do dia 18 de dezembro de 2019. Esses trabalhadores têm direito, a partir dessa data, tanto ao saque dos R$ 500,00 quanto ao crédito complementar. E o prazo para este saque é até o dia 31 de março de 2020.

Tenho direito, mas o FGTS não caiu na conta. E agora?

Se no extrato aparece que o débito do seu FGTS foi realizado, mas o dinheiro ainda não aparece na sua conta, saiba que pode ser apenas questão de tempo para que o dinheiro entre. De acordo com a Caixa, esse débito é realizado antecipadamente para garantir que o dinheiro esteja disponível no prazo correto.

Entretanto, se você acredita que outro problema possa ter ocorrido, entre em contato com a Caixa. Você pode ligar para o telefone 0800-724-2019 ou ir até uma das agências da Caixa.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: lkzmiranda, por Pixabay.

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.