Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Afinal, um MEI pode contratar um funcionário?

Saiba se o MEI pode contratar funcionários e quais são as condições para isso. Entenda os passos necessários para formalizar a contratação.

Contratar um funcionário sendo um microempreendedor individual (MEI) é uma etapa importante para a expansão do seu negócio. Entender as formalidades legais envolvidas nesse processo não só ajuda na conformidade com a lei mas assegura a expansão saudável da sua empresa.

A contratação pode aliviar a carga de trabalho do MEI, permitindo que ele se concentre em áreas estratégicas como desenvolvimento de negócio e marketing. Isso impulsiona a produtividade e potencializa o crescimento da empresa.

Como um MEI pode contratar dentro da lei?

A contratação de um funcionário por um MEI segue regras específicas da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e da legislação pertinente ao MEI. É permitido que o MEI contrate no máximo um funcionário, recebendo no mínimo um salário mínimo ou o piso da categoria profissional.

Projeto de lei permite que servidores se tornem MEIs
Imagem: rafastockbr / Shutterstock.com

Perguntas frequentes sobre contratação pelo MEI

  • Pode um MEI contratar mais de um funcionário? Não, a legislação atual permite a contratação de apenas um funcionário.
  • O MEI pode contratar estagiários? Sim, os MEIs têm a possibilidade de contratar estagiários conforme a Lei do Estagiário, ajustando-se a critérios como carga horária máxima de 30 horas semanais.

Veja também:

Aposentadoria por incapacidade: retorno ao trabalho pode afetar benefício?

Passo a passo para a contratação de funcionário pelo MEI

  1. Verificar o orçamento disponível: Determine o salário que o MEI pode oferecer, respeitando o mínimo exigido por lei.
  2. Definir o perfil do candidato: Decida qual tipo de habilidades e experiências são necessárias para a vaga.
  3. Divulgação da vaga: Anuncie a vaga em canais como redes sociais, portais de emprego e comunidade local.
  4. Processo de seleção: Realize entrevistas para avaliar os candidatos e selecione o mais adequado para a posição.
  5. Registração legal do empregado: Assine a carteira de trabalho do funcionário, registre-o no eSocial e cumpra com todas as obrigações legais relacionadas.
  6. Treinamento do funcionário: Forneça as instruções necessárias para que o funcionário possa desempenhar suas funções corretamente.
  7. Acompanhamento contínuo: Mantenha um acompanhamento regular do desempenho do funcionário, fornecendo feedback e suporte quando necessário.

O processo de contratação pode parecer complexo, mas com o planejamento e a organização corretos, o empreendedor será capaz de realizar esta tarefa eficientemente. Priorize a transparência com o funcionário e assegure-se de que ambos os lados estão cientes de suas obrigações e direitos.

Imagem: insta_photos / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital