Autor - EDUARDO MENDES

Será possível cancelar um empréstimo consignado e deixar de pagar?

Os empréstimos consignados são uma excelente opção para quem procura crédito a baixíssimos juros. Eles estão disponíveis para aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos e assalariados com carteira registrada. O pagamento da dívida é feito através do desconto em folha de pagamento, o que garante ao banco que não haverá inadimplência, e assim, torna possível concedê-lo a juros menores. Entretanto, depois de feito, é possível cancelar um empréstimo consignado? Trata-se de uma tarefa extramente difícil, e que nós te explicaremos melhor a seguir!

Leia também:

Flanelinhas aderem a máquina de cartão e ganham até 400 reais por dia.

Como o Banco Inter consegue lucrar se não cobra tarifas?

Será que vale a pena o empréstimo MoneyMan (sem consulta ao SPC e Serasa)?

Será possível cancelar um empréstimo consignado e deixar de pagar?

Cancelar um empréstimo consignado é algo que não pode ser decidido sem causa alguma ou auxílio de um advogado. A única chance de fazê-lo é quando houver algum erro de cobrança, como uma fatura duplicada, ou mesmo informações incoerentes no contrato.

Nestes casos, com a ajuda de um advogado, pode-se iniciar um processo judicial para tentar cancelar o mesmo. Mas, trata-se de uma “jornada” um pouco difícil. Diferente do que muitas pessoas pensam, não há possibilidade de simplesmente cancelar o desconto na folha de pagamento, pois, ao assinar o contrato, tanto o pagador quanto o cliente se comprometem a quitar o valor mensalmente.

Portanto, a melhor saída é sempre realizar empréstimos conscientemente, quando houver real necessidade e também chances de pagá-lo.

Possibilidades de renegociação

Embora não seja possível cancelar, o consumidor pode entrar em contato com o banco para tentar renegociar a dívida. Isso se torna mais fácil quando há um montante de dinheiro para quitar o financiamento. Assim, pode-se negociar com a instituição para reduzir os juros, por exemplo.
Com isso, você conseguirá cancelar o desconto mensal na sua folha de pagamento, quitar a dívida e ficar livre do “problema”.

Algumas pessoas, inclusive, tentam a negociação pela justiça, o que pode reduzir ainda mais os juros! Mas, trata-se de processos demorados, e por isso, é preciso ter paciência.

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Conheça o cartão de crédito para trabalhadores de baixa renda

Inúmeros são os fatores analisados quando se solicita um cartão de crédito. Toda esta burocracia é uma forma de os bancos se protegerem da inadimplência, que é cada vez mais crescente dentre os usuários de cartões. Uma das exigências costuma ser a comprovação de renda. E também, é preciso que ela seja “razoável” para garantir um bom limite inicial. Entretanto, como ficam os estudantes, autônomos, ou mesmo aqueles trabalhadores com baixa renda? Até então, estes públicos tinham maiores dificuldades em solicitar o benefício, mas agora, existe uma solução! O cartão de crédito Ibicard vem sendo uma opção para quem não tem renda alta para comprovar, e garante os mesmos benefícios das demais opções de cartões do mercado financeiro.

Leia também:

Como usar o cartão de crédito ZenCard, sem consulta ao SPC e Serasa

Cartão de crédito Daycoval: sem anuidade e sem consulta ao SPC e Serasa

Conheça o cartão de crédito para trabalhadores de baixa renda

Quem pode solicitar?

Para pedir um cartão de crédito Ibicard, é preciso ter mais de 18 anos, ou 16 com emancipação. Digamos que esta regra é comum a todos os cartões de crédito, e se justifica pela existência de renda apenas a partir desta idade.

Outro requisito é ter renda mensal comprovada, superior a R$ 300,00. Ou seja, baixa renda. Veja que, por mais que exista um mínimo, ele é muito inferior aos demais bancos. Ter o nome limpo é um fator importante, afinal, isso aumentará as chances de aprovação do crédito.

Solicitando seu Ibicard

O pedido do cartão pode ser feito deve ser feito na loja física Ibi, mediante a apresentação de alguns documentos. Você deverá levar:

  • Carteira de identidade ou outro documento de identificação com foto;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda.

A análise não costuma demorar, e em pouco tempo você terá a resposta da instituição!

Benefícios

Levando em conta a possibilidade de solicitá-lo mesmo tendo baixa renda comprovada, pode-se dizer que esta já é uma excelente opção para tal público.

Além disso, os clientes contarão com outros benefícios, como:

  • Possibilidade de pagar contas de água, luz e telefone, e inclusive parcelá-las.
  • Parcelamento da própria fatura em até 18 vezes.
  • Possibilidade de realizar saques quando necessário.
  • Mais tempo para pagar por suas compras.
  • Benefícios exclusivos da Ibi.
  • E muito mais!

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Será que vale a pena o empréstimo MoneyMan (sem consulta ao SPC e Serasa)?

A MoneyMan é uma plataforma totalmente online, que oferece diversas opções de empréstimo para seus clientes. Entretanto, exatamente pelo fato de não possuir uma agência física, algumas pessoas têm medo de acreditar na instituição. Contudo, de acordo com reclamações da Internet e avaliação dos serviços prestados, pode-se garantir que a MoneyMan oferece empréstimos totalmente seguros, e que podem ser solicitados sem medo algum. Portanto, logo a seguir, saiba mais como funciona.

Leia também:

Flanelinhas aderem a máquina de cartão e ganham até 400 reais por dia.

Como usar o cartão de crédito ZenCard, sem consulta ao SPC e Serasa.

Será que vale a pena o empréstimo MoneyMan (sem consulta ao SPC e Serasa)?

Como solicitar um empréstimo na MoneyMan?

Assim como foi dito anteriormente, trata-se de uma plataforma 100% digital, que depende de cadastro online e preenchimento de formulário para a solicitação de crédito. Portanto, se você deseja solicitar um empréstimo, deverá acessar o site pelo link https://www.moneyman.com.br/.
Em um primeiro momento, pode-se simular o valor desejado com o tempo de pagamento, para ter conhecimento dos juros.

Depois, solicite o empréstimo, e preencha corretamente o formulário com todas as informações solicitadas. Lembre-se que quanto mais completo estiver seu cadastro, maiores as chances de aprovação!
Concluído o processo, basta finalizar a solicitação e aguardar. A resposta vem em até 1 minuto!

Quais as vantagens?

Solicitar um empréstimo online tem inúmeras vantagens, e se falando da MoneyMan podemos destacar:

  • Possibilidade de solicitar o crédito diretamente de sua casa;
  • Tratar-se de uma empresa confiável;
  • Empréstimos variando de R$ 500,00 a R$ 3.000,00;
  • Possibilidade de pagamento em até 1 ano;
  • Rápida aprovação do crédito;
  • E muito mais!

Modalidades de empréstimos

A Moneyman oferece várias modalidades de empréstimo, inclusive o crédito para negativados. Confira todas elas logo a seguir.

Primeirão

Esta é uma modalidade de empréstimo de valor mais baixo, que varia de R$ 500 a R$ 800. Você pode pagar em três vezes e com uma taxa de juros de 17,99%.

Tô Ligado

Já nesta modalidade, você pode solicitar de R$ 900 a R$ 1.200, e pode pagar de 3 a 4 vezes. Também com uma taxa de juros de 17,99%.

Decolando

Esta modalidade é um pouco maior, e contempla valores de R$ 1.300 a R$ 1.700 e com um prazo de pagamento de 3 a 6 vezes, com uma taxa de juros de 17,99%.

Turbo

Você pode fazer um empréstimo de R$ 1.800 a R$ 2.500 em um prazo de 3 a 12 vezes, com uma taxa de juros de 17,99%.

Super Turbo

Essa é a maior modalidade de empréstimo, e você pode solicitar de R$ 2.600 a R$ 3.000, e o prazo de pagamento é de 3 a 12 vezes, com uma taxa de juros de 17,99%.

Empréstimo para negativados

Essa modalidade é especial, considerando que a restrição no CPF é um dos principais aspectos a serem considerados em uma análise de crédito. Entretanto, a Moneyman faz uma análise criteriosa do perfil financeiro, considerando o seu score de crédito, dentre outras informações para conceder o não a aprovação do seu empréstimo.

Quais as desvantagens?

Apesar de parecer uma excelente opção para quem está precisando de dinheiro, infelizmente, nem tudo são flores! Pelo fato de ser um crédito liberado de forma muito simples e rápida, como já era de se esperar, os juros são absurdos. Você irá pagar duas vezes o valor emprestado ou até mais!

Portanto, antes de pedir um empréstimo da MoneyMan, sempre avalie a real necessidade do mesmo, pois, altíssimos juros estão envolvidos.

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Será que o banco pode negar a abertura de conta salário?

Muitas transações bancárias, incluindo empréstimos e limites de cartão de crédito necessitam de uma avaliação do histórico de pagamentos do consumidor. Mas, e quando se fala em conta salário, como funciona? Embora seja um assunto bastante polêmico e que gera diversas dúvidas, existem leis e obrigações a serem cumpridas pelo banco, as quais você conhecerá a seguir! Entretanto, será que o banco pode negar a abertura de uma conta salário por você? Tire as suas dúvidas.

Leia também:

Previdência Privada PGBL ou VGBL: qual a melhor opção para você?

O que é o histórico do consumidor?

Também chamado de score, trata-se de uma pontuação dada a cada indivíduo, com base em diversos aspectos:

  • Idade;
  • Gênero;
  • Dívidas e pendências de pagamentos.

Além disso, são levadas em conta as compras feitas, fazem-se comparativos entre gastos mensais e o salário, e muito mais. Tudo isso, tem um único intuito: determinar quão bom pagador você é. Portanto, quanto maior seu score, maiores as chances de você ter créditos aprovados.

O score nada mais é que uma garantia para a instituição financeira de que você irá pagar pelos créditos solicitados. Pense que, se você fosse um banco, não emprestaria dinheiro para devedores, não é?
Mas, quando se fala em conta salário, o score do consumidor ou seu CPF, em hipótese alguma, serão levados em conta!

O que é preciso para abrir uma conta salário?

Como já dito anteriormente, estar com o nome limpo não é um pré-requisito para abrir a conta salário. Isto porque esta operação é um direito de todos os trabalhadores. Portanto, independente do seu histórico, dívidas ou quaisquer pendências de pagamentos, o banco tem o dever de abrir uma conta para que você receba seu salário. O que podem ser vetados são cartões de crédito, empréstimos e outras opções bancárias que necessitem da consulta ao CPF.

Mas, e se o pedido for negado?

Reforçamos que, é obrigação de todos os bancos abrirem contas salário. Caso seu pedido seja negado, é preciso registrar a ocorrência imediatamente. Isso pode ser feito através de um Boletim de Ocorrência (BO) ou mesmo denúncia ao PROCON.

Quem tem o nome sujo corre algum risco?

Muitas pessoas que têm o nome sujo, ao abrir poupança ou conta salário, tem medo que seu dinheiro seja retirado para quitar as dívidas. Saiba que tal risco é praticamente nulo, e só será concretizado em caso de determinação judicial. Portanto, você pode abrir sua conta sem medo algum!

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Saiba como usar o FGTS na compra da casa própria

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS, é um benefício dos trabalhadores com carteira assinada, em que o patrão é responsável por depositar mensalmente o equivalente a 8% do salário. Portanto, saiba aqui neste artigo como usar o FGTS na compra da casa própria. Tire as suas dúvidas.

Leia também:

Aposentado do INSS que ganha acima do salário mínimo receberá 3,43% de reajuste.

Saiba por que o FGTS é um dos piores investimentos para o seu dinheiro.

Saiba como usar o FGTS na compra da casa própria

Primeiramente, ao longo do tempo acumula-se um valor, o qual só pode ser retirado nas seguintes situações:

  • Demissão sem justa causa;
  • Fim de contrato;
  • Aposentadoria;
  • Doença grave, como HIV ou câncer.
  • Dentre outros.

E, inclusive, quando se deseja comprar a casa própria, o FGTS pode ser sacado para o investimento! Portanto, a seguir, saiba como funciona e como usar o FGTS neste caso.

Valor disponível para saque

Você sabia que é possível acompanhar o valor existente na sua conta de FGTS? Para isso, basta se cadastrar no site, informar o número do telefone, e receberá via SMS informações atualizadas.

Quando se deseja comprar a casa própria, o valor do FGTS pode ser sacado em sua totalidade ou parcialmente, ficando a critério do consumidor.

Quando é possível utilizar o FGTS

Apesar de ele poder ser sacado para a compra da casa própria, existem alguns requisitos para tal! Dentre eles, estão:

  • Ter carteira assinada há pelo menos 3 anos;
  • Não ter financiamento ativo no sistema financeiro de habitação;
  • Não ser proprietário de imóvel algum no município onde se deseja adquirir;
  • Ademais, obrigatoriamente, deve-se morar ou trabalhar na cidade onde deseja comprar o imóvel.

Para realizar o saque

Agora que você já sabe se preenche os requisitos, poderá ir até uma agência física da Caixa Econômica Federal, portando alguns documentos que comprovem seus dados pessoais e também da compra do imóvel.

Para isso, você precisa levar:

  • Carteira de trabalho;
  • Documentos do imóvel a ser adquirido, como certidão de matrícula e cópia do IPTU;
  • Comprovante de residência atual;
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Documento de identificação com foto;
  • CPF.

Por fim, o dinheiro demora de 3 a 5 dias úteis para poder ser sacado. Portanto, então se pode dar continuidade na compra da casa!

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe nossos artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Não se engane: o trabalho não vai enriquecer você

Infelizmente, na correria do dia a dia é muito difícil parar e pensar como vão as suas finanças. O capitalismo estimula a competição no ambiente de trabalho, e ao mesmo tempo cega os olhos dos funcionários que estão em um ritmo desenfreado. Muitas pessoas queixam-se de trabalhar apenas para pagar boletos, e não sobra dinheiro algum para investir em lazer, comprar um bem, ou mesmo poupar. Tudo isso é um grande engano. Não se podem usar desculpas para não iniciar um investimento ainda hoje! Entretanto, é preciso poupar, e não ter um trabalho apenas pelo dinheiro, mas sim, para construir um patrimônio ao longo dos anos.

Leia também:

Aposentado do INSS que ganha acima do salário mínimo receberá 3,43% de reajuste.

Previdência Privada PGBL ou VGBL: qual a melhor opção para você?

Não se engane: o trabalho não vai enriquecer você

A corrida dos ratos

Um tempo atrás eu li um livro chamado “Pai Rico, Pai Pobre”, e inclusive o recomendo. O conceito da corrida dos ratos é citado neste livro, e significa a “correria das pessoas” como ratos de laboratório. Ou seja, você já deve ter visto um laboratório de ratos e eles correm nas rodas e labirintos e não chegam a lugar algum.

Pois é, a maioria das pessoas acorda bem cedo todos os dias e enfrenta um trânsito medonho, trabalham o dia inteiro, fazem horas extras, trabalham aos finais de semana e feriados, e no fim conseguem dinheiro mal pra pagar as contas.  Com isso, acabam se tornando escravas do trabalho, e conseguirão uma aposentadoria com menores rendimentos do que atualmente, pois o INSS cada vez tem piorado a assistência. Portanto, fuja da corrida dos ratos. Comece a pensar em acumular patrimônio, investir em previdência privada, pense no seu futuro e da sua família.

A realidade dos trabalhadores

Você já pensou no motivo de ter sido contratado pelo seu empregador? A resposta é muito mais simples do que se imagina! Alguém que tem mais dinheiro que você, o utiliza para multiplicar o próprio patrimônio. Ou seja, ao aceitar uma proposta de trabalho, você basicamente estará auxiliando seu patrão a ter mais fortuna. Enquanto isso, você permanece estagnado, trabalhando a favor de outra pessoa, e não para si mesmo. Sem dúvidas, trabalhar como empregado é um primeiro e grande passo para possuir dinheiro. Entretanto, é preciso tomar muito cuidado para saber poupar e investir os seus ganhos de forma correta.

Superando a dificuldade de investir

Especialistas no assunto recomendam que pelo menos 20% da sua renda mensal seja poupada. Para isso, você pode aplicar seu dinheiro em tesouro direto, comprando ações, ou da maneira que achar mais conveniente e rentável. Fuja somente da poupança, pois o seu dinheiro vai acabar perdendo para a inflação. Para que isso seja possível, é preciso muito esforço, e principalmente, sair da posição de vítima. Esforços serão precisos, e muitos dos seus gastos deverão ser cortados.

Tudo se torna mais simples quando algumas dicas são seguidas:

  • Ter um planejamento financeiro é fundamental.
  • Reduzir todos os supérfluos é uma boa maneira de economizar.
  • O corte de gastos desnecessários pode iniciar de forma simples, como por exemplo, buscando reduzir as tarifas da sua conta bancária.
  • É preciso ter foco e determinação.

Investindo no próprio negócio

Para ter o seu próprio negócio, ou mesmo obter renda a partir dos seus investimentos, é preciso que tenha trabalhado por algum tempo. Sendo assim, é essencial que todo o dinheiro poupado seja investido da forma correta, baseado em muito planejamento.

A única forma de enriquecer será a partir do controle e educação financeira. Pense nisso desde agora, para que então, no futuro tenha a sua própria fortuna!

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Aplicativo RecargaPay está aceitando todos os tipos de boletos

Muito popular no Brasil, o boleto bancário é uma das maneiras preferidas de cobranças e pagamentos no país. É por isso que, desde o começo do mês, o aplicativo RecargaPay, fintech de meios de pagamentos líder no país, passa a aceitar todos os tipos de boleto em seu aplicativo.

Leia também:

O Cartão RecargaPay, sem consulta ao SPC e Serasa é confiável?

Aplicativo RecargaPay está aceitando todos os tipos de boletos

Anteriormente, o aplicativo da fintech só recebia alguns tipos de boleto. Eles contemplavam, entre outros serviços, contas de água, luz, telefone e multas. Portanto, isso deixava de fora muitas outras opções de pagamento, como faturas de lojas, boletos de condomínios, etc. Todavia, agora o usuário que possui o aplicativo RecargaPay pode aproveitar o aplicativo para realizar qualquer pagamento de boleto, inclusive avulsos e não registrados.

“Esse era um pedido constante dos nossos clientes. Passamos a estudar a opção e aprimoramos o aplicativo para poder permitir o pagamento de todos os tipos de boleto aos nossos clientes. Efetivamente, no RecargaPay, você paga tudo pelo celular”, declara o CMO da empresa, Renato Camargo.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Sebrae em 2016, o pagamento com boleto bancário é considerado a melhor opção de cobrança para 75% dos consumidores brasileiros. Portanto, isso resulta na emissão de aproximadamente 3,6 bilhões de boletos anualmente no Brasil.

Como pagar boletos pelo app

Para divulgar o novo recurso do aplicativo, a RecargaPay está oferecendo um cupom de 50% (com limite de R$ 20,00 de desconto) para quem realizar o pagamento de contas pelo aplicativo pela primeira vez. Para usufruir do desconto, basta escolher a opção “Pagamento de contas” no aplicativo e inserir o cupom CONTA no momento do pagamento.

O RecargaPay não cobra nenhuma taxa pelo serviço. O pagamento do boleto pode ser feito via cartão de crédito, o que permite o parcelamento do valor em até 12 vezes, ou com o saldo da carteira digital. E, pagando com um cartão de crédito, é possível acumular milhas em programas de milhagem.

Ainda não baixou? Saiba que a cada amigo que você indicar, você ganha R$ 10. Portanto, se você ainda não baixou o app, pegue meu convite aqui neste link. Com ele, você tem R$10 grátis para recarregar o celular ou o Bilhete Único! Portanto, baixe gratuitamente o app RecargaPay, cadastre um cartão de crédito válido e confirme sua compra com o cupom xc18427083 Aproveite!

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe nossas notícias e artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos e empréstimos. Bem como tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Será que vale a pena o empréstimo para negativados da Crefisa?

Está precisando de dinheiro e necessita optar pela melhor oportunidade de empréstimo? Primeiramente, você deve conhecer todos os detalhes ao contratar uma instituição, e principalmente, estar atento aos juros.
Dentre as opções atuais do mercado, tem-se a Crefisa, uma financeira de nome e história, que promete uma série de benefícios aos seus clientes. Mas, será que vale a pena solicitar um empréstimo?

Leia também:

Conheça o cartão de crédito da Caixa sem anuidade e com superlimite.

Bradesco começa a oferecer empréstimo online para não correntista em parceria com fintech.

A maneira mais rápida de conseguir empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa.

Será que vale a pena o empréstimo para negativados da Crefisa?

Como é feito o empréstimo?

Diferente de outras empresas, a Crefisa não oferece a simulação de empréstimos pelo site, e a maioria das solicitações podem ser feitas apenas nas lojas físicas. Para isso, você deverá portar documento de identidade com foto, CPF, comprovante de residência e de renda, e buscar a agência mais próxima da sua casa.

Inclusive, existem opções de crédito para pessoas que estão com o nome sujo. Nestes casos, o público que pode solicitar o benefício seria o de aposentados, pensionistas e servidores públicos.

Quais os pontos positivos?

A Crefisa é uma excelente oportunidade para quem precisa de dinheiro, mesmo estando com o nome sujo, de maneira rápida, e com fácil aprovação.
Além disso, quando o perfil do cliente é aprovado, o crédito é liberado em menos de 24 horas, o que agiliza a disponibilização do dinheiro, sendo um ponto extremamente positivo. Outro ponto é que existem lojas espalhadas por todo o Brasil, facilitando o atendimento.

Quais os pontos negativos?

A Crefisa é elencada como a instituição financeira que mais cobra juros! Dependendo do valor financiado e da modalidade de empréstimos, os juros podem chegar a 800 % anuais. Absurdo, não? Por este motivo, é preciso estar muito atento a todas as condições do contrato, para evitar o excesso de tarifas e juros abusivos.

Afinal, vale a pena?

Não apenas falando da Crefisa, mas em qualquer solicitação de crédito, é preciso sempre pensar se existe real necessidade de empréstimo. Isso porque o cliente sempre arca com grandes juros, um dinheiro que se investido, renderia muito. Ademais, se o crédito for para quitar outras dívidas pré-existentes, é um risco muito grande de aumentar as suas dívidas. Isso porque cada vez mais serão acumulados juros, e pode ser muito difícil sair do saldo negativo.

Portanto, antes de solicitar crédito, pense se realmente é necessário, e estude todas as possibilidades disponíveis. Procure por bancos ou financeiras com as melhores opções de parcelamento, e principalmente, com os menores juros!

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Saiba por que o FGTS é um dos piores investimentos para o seu dinheiro

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS, é uma espécie de poupança criada para trabalhadores, que serve como garantia no caso de uma demissão sem justa causa, doenças graves, antes da aposentadoria, e muito mais. Mensalmente, o empregador é responsável por depositar 8% do salário pago a cada trabalhador. O banco escolhido para tal transação é a Caixa Econômica Federal. Entenda porque ele pode ser considerado um dos piores investimentos para o seu dinheiro.

Leia também:

Saiba como usar o FGTS na compra da casa própria

Saiba por que o FGTS é um dos piores investimentos para o seu dinheiro

Primeiramente, é de se imaginar que o dinheiro ficará depositado por longos períodos de tempo, não é? Afinal, você só poderá realizar um saque quando o contrato acabar, se for demitido, tiver um diagnóstico de câncer, ou outras situações. Todavia, como ficam os rendimentos? Descubra logo a seguir!

Rendimentos do FGTS

Como o dinheiro do Fundo Garantidor está em uma conta bancária, é de se esperar que ele tenha rendimentos, principalmente se for considerado o fato de o mesmo ficar lá por anos. Entretanto, isso não ocorre na prática. Apesar de o dinheiro ter reajustes, eles estão muito abaixo da inflação, e nem se comparam a outras possíveis aplicações ou investimentos.

O rendimento do FGTS fica em torno de 3% ao ano + taxa referencial, o que é muito pouco. Isso faz com que este seja considerado um dos piores investimentos!

O que pode ser feito?

Sem um bom motivo ninguém é capaz de sacar seu FGTS. Essa ausência de mobilidade do dinheiro faz com que o trabalhador perca de investi-lo em fontes rentáveis. Contudo, nem tudo está perdido! Você sabia que pode solicitar um saque do FGTS para comprar a casa própria? Assim, você deixa de pagar aluguel, e movimenta um dinheiro seu que estava totalmente parado.

Ou ainda, na existência de dívidas ou quando desejar amortizá-las, também poderá solicitar um saque. Com isso, você consegue dar um destino melhor ao fundo, e sai ganhando!

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Afinal, por que o Nubank nunca aumenta o seu limite?

O tão desejado cartão roxinho, totalmente isento de anuidades e tarifas, pode ser um sonho impossível para alguns. Não se sabe ao certo por quais critérios, mas muitas pessoas não conseguem ter seu cadastro aprovado! E mesmo as que conseguem, geralmente aguardam meses por uma resposta, até receber o cartão em suas casas. Depois de consegui-lo, inicia uma nova “novela”, que é a tentativa de conseguir aumentar o limite. E você, cansou de pedir o aumento do limite de crédito do Nubank? Entenda o que acontece, e porque é tão difícil.

Leia também:

Conheça o cartão de crédito da Caixa sem anuidade e com superlimite.

Bradesco começa a oferecer empréstimo online para não correntista em parceria com fintech.

A maneira mais rápida de conseguir empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa.

Por que o Nubank nunca aumenta o seu limite?

E muitas vezes ao solicitá-lo, você irá se deparar com esta mensagem:

“Neste momento não conseguiremos aumentar seu limite além do que já está disponível no seu app. Enquanto isso, se você precisar aumentar o limite disponível, você pode fazer um pagamento antecipado de fatura. Se você fizer esse pagamento usando a sua NuConta, seu limite é liberado instantaneamente. Se você ainda não tiver uma NuConta, pode abrir uma pelo app e transferir seu dinheiro pra lá. O valor desse pagamento antecipado vai liberar o seu limite comprometido pela fatura aberta e ficará disponível para você usar.

Estamos constantemente analisando o perfil de uso e pagamento de todos os nossos clientes. Assim que pudermos, iremos te disponibilizar mais limite e isso estará visível para você diretamente no app.

Abraços,

Equipe Nubank”

Por que o Nubank dificulta?

Não existe nenhum culpado quando não se consegue aumentar o limite do cartão. Isso ocorre, simplesmente, porque a atualização dos limites é feita através de um algoritmo, de forma totalmente automática.

Para que seja possível ter mais crédito, o cliente precisa ter um bom relacionamento com a instituição, pagar suas faturas em dia, e ainda, ter um score de crédito alto (que seria o “currículo” como consumidor).
Portanto, não há nada que possa ser feito, além de aguardar o Nubank conceder maiores limites. Enquanto isso é prudente manter seu CPF limpo e controlar as despesas, deixando os limites do cartão de crédito reservado para o que for essencial!

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.