Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Auxílio emergencial deve ser prorrogado por 2 ou 3 meses, diz Bolsonaro

Novas parcelas serão no valor de R$ 250.

0

Nesta terça-feira (15), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) finalmente confirmou que a equipe econômica de seu governo decidiu prorrogar por mais dois ou três meses os pagamentos do Auxílio Emergencial. Segundo ele, desta vez, o valor para todos os beneficiários será de R$ 250. Com o anúncio, Bolsonaro apenas bate o martelo a respeito da fala do ministro da Economia Paulo Guedes, que já havia comentado a possível extensão do programa, mas sem confirmar os valores.

É provável que você goste também:

Bolsonaro estuda sacrificar abono do PIS/Pasep para bancar Bolsa Família

Caixa Seguridade vai fazer venda de Tele Sena nas lotéricas e Caixa Aqui

Você sabia que pode usar o saldo do FGTS para contratar empréstimo?

Auxílio emergencial deve ser prorrogado por 2 ou 3 meses, diz Bolsonaro

De acordo com Bolsonaro, na situação de emergência em que vivemos, “no tocante ao auxílio emergencial, você pode gastar um pouco mais sem se enquadrar no teto. Estamos no segundo mês de prorrogação do auxílio emergencial. Teremos mais duas ou três parcelas de auxilio emergencial de média de R$ 250”, declarou em entrevista à SIC TV, afiliada da RecordTV, emissora favorável a Bolsonaro.

Além disso, quanto ao número de parcelas, Bolsonaro afirma que isso será decidido com base nos próximos passos do programa de vacinação contra a Covid-19. Dessa forma, caso toda população adulta esteja vacinada até o fim de setembro, o auxílio terá mais duas parcelas. Entretanto, se a vacinação para pessoas com 18 anos ou mais se estender até o fim de outubro, o benefício receberá mais três parcelas.

Por fim, ainda durante a entrevista sobre o Auxílio Emergencial, o presidente declarou que pretende aumentar o valor do Bolsa Família a partir de dezembro. Ele afirma que o acréscimo será de 50% do valor pago atualmente. “Isso está praticamente acertado aqui. Nós sabemos da dificuldade da população, então a equipe econômica praticamente já bateu o martelo”, disse.

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitchInstagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...