Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Banco Central: segunda fase do Sistema Valores a Receber é adiada devido à greve

A greve iniciada pelos servidores do Banco Central no dia 1º de abril foi suspensa no dia 19. Apesar disso, a implementação da segunda fase da ferramenta Sistema Valores a Receber, que mostra o dinheiro “esquecido” em instituições financeiras, atrasou devido a paralisação. Portanto, não deve ter início na próxima segunda (2). No entanto, ainda não foi divulgada a nova data. 

“A greve dos servidores do BC prejudicou o cronograma de desenvolvimento das melhorias do Sistema de Valores a Receber (SVR). O prazo de retorno do SVR, inicialmente previsto para 2 de maio, será adiado. A nova data será comunicada com a devida antecedência”, informou o Banco Central em nota em nota divulgada.

É provável que você também goste:

Sistema Valores a Receber: perdeu a data de agendamento? Confira o que fazer

Dinheiro esquecido: entenda o que muda na 2ª fase de resgate

Valores esquecidos

A estimativa do Banco Central é que há R$ 8 bilhões em valores esquecidos, todavia, na primeira fase do serviço ficou disponível apenas metade do valor para a devolução.

Os valores que serão devolvidos são advindos de:

  • Contas correntes ou poupança fechadas com saldo disponível;
  • Cotas de capital e divisão de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito;
  • Recursos não procurados relativos a grupos de consórcio finalizados são os pagamentos que serão feitos na primeira fase do reembolso;
  • Tarifas e parcelas ou obrigações ligadas a operações de crédito cobradas de forma indevida (contanto que a devolução esteja prevista em Termo de Compromisso).

Segunda fase

O sistema Valores a Receber do Banco Central desde segunda-feira (17) passa por uma reformulação e, após o adiamento devido à greve, ainda não há previsão de quando ele estará disponível novamente ao público. Essa reformulação trará melhorias, como:

  • O cidadão não precisará agendar mais, pois será possível solicitar o resgate dos valores na primeira consulta;
  • Ainda que na primeira fase o cidadão não tenha tido valores a receber, deve consultar novamente, pois, nesta segunda etapa, as instituições financeiras irão realizar o repasse de novas informações ao sistema, podendo haver uma nova quantia.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, InstagramTwitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: rafastockbr / Shutterstock.com