Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Bancos na era digital: agências perdem caixa e porta giratória como parte da mudança

0

As agências físicas dos bancos brasileiros têm se dedicado a se aprimorar nessa era digital. Além da criação de plataformas virtuais e aplicativos para atender os clientes, o encerramento dos espaços físicos também tornou-se comum nesse processo de adaptação. 

Porém, para oferecer maior segurança e preservar o relacionamento com seus usuários, as instituições financeiras vêm mudando a forma de atendimento presencial e a estrutura física das filiais. 

Desde 2016, Bradesco, Itaú e Santander optaram por fechar mais de 3 mil agências físicas. Os bancos privados, em algumas situações, também preferiram juntar as agências. Entretanto, apesar de continuar com alguns espaços, não há mais caixa e porta giratória. 

Essas medidas diminuem os custos de operação como também diminuem o local que as filiais ocupam.

Adaptações para reduzir os gastos

O banco Bradesco tem mais de mil agências com serviços financeiros de negócios, que são filiais que se dedicam a realizar somente transações comerciais, não fazendo transferências comuns. Ao retirar o caixa, essa mudança diminui os gastos e aumenta a produtividade desses espaços. 

A questão é que todas essas novas agências vieram de filiais antigas que foram alteradas para esse tipo de serviço. 

Isso demonstra que os bancos estão empenhados em atender o público em geral em transações financeiras mais simples de forma cada vez mais digital, mas manter os locais físicos para funções mais específicas. 

O Itaú também está se adaptando nesse ambiente digital, transformando seus espaços em “vocacionadas”, que são agências que executam atividades para determinados serviços. 

Já o Santander investe em filiais de convivência, ideia que veio do Chile. O “Work Café”, como é chamado, possui mais de 12 agências no Brasil e oferece um local de coworking para seus clientes, locais de reunião, wi-fi e cafeteria, além das outras funções tradicionais da empresa. 

Importância das agências físicas 

Por mais que os tempos virtuais tenham gerado essas transformações no mercado financeiro, as agências físicas são fundamentais por diversos fatores. 

As agências físicas conferem uma maior confiança aos clientes, já que os mesmos sabem que, caso as plataformas virtuais não resolvam suas pendências financeiras, é só procurar o banco em determinado endereço para um melhor atendimento.  

Porém, as mudanças nesses espaços são necessárias para reduzirem os gastos com as manutenções. Além disso, muitas operações financeiras já podem ser realizadas pelos clientes sem sair de casa, logo, os espaços físicos das filiais tendem a diminuir.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: IGOR GALLO KALASSA / Shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -