Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Beneficiários do Auxílio Brasil recebem má notícia sobre empréstimo

O empréstimo consignado do Auxílio Brasil foi suspenso por uma fintech após sobrecarga no sistema

O empréstimo consignado vinculado ao Auxílio Brasil foi liberado no início do mês de outubro. Desde então, alguns problemas têm sido relatados pelos beneficiários. Agora, no mês de novembro, a fintech meutudo. anunciou que o serviço de crédito está suspenso temporariamente. 

Diversas instituições financeiras estão habilitadas a oferecer o empréstimo vinculado ao programa social. Contudo, não é a primeira vez que é anunciada a suspensão do serviço.

meutudo. suspende o consignado do Auxílio Brasil 

Em conjunto com a QI Sociedade de Crédito S/A, a fintech meutudo. disponibiliza a modalidade com juros em 3,39% ao mês. Vale lembrar que a taxa limite de juros estabelecida pela regulamentação do consignado do Auxílio Brasil é de 3,5% ao mês. 

Em novembro, a fintech declarou que o serviço foi suspenso devido ao sobrecarregamento pelas muitas solicitações ao serviço por parte dos clientes. A busca foi maior que o esperado pela instituição financeira. 

Como uma forma de garantir o bom serviço, a meutudo. decidiu suspender o serviço durante esse mês. 

De acordo com a companhia, assim que os serviços forem normalizados, os clientes serão informados por meio dos canais oficiais. 

Consignado do Auxílio Brasil na meutudo.

O empréstimo consignado do Auxílio Brasil oferecido pela fintech pode ser solicitado na própria plataforma. Nela, é possível verificar a simulação do crédito, sendo que o valor mínimo de contratação é de R$ 200. 

Para saber mais, basta acessar o site meutudo

Problemas com o consignado do Auxílio Brasil

Desde que foi liberado, o consignado do Auxílio Brasil tem apresentado alguns problemas, como descontos indevidos no valor do benefício, atraso no pagamento de parcelas, sistema fora do ar e cobrança de taxas extras. Tudo isso foi relatado pelos próprios beneficiários do programa. 

Vale lembrar que a modalidade foi liberada em outubro e conta com pouco mais de um mês de funcionamento.

Imagem: rafapress/shutterstock.com