Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

BID projeta crescimento do Brasil até 2023 abaixo da média

O Brasil terá um crescimento abaixo da média da América Latina

0

Os reflexos da crise que eclodiu devido a pandemia de coronavírus, e a má administração do país frente à mesma, já estão sendo projetados. Ou seja, de acordo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o Brasil terá um crescimento abaixo da média da América Latina. 

Você pode gostar também:

Veja as vagas de home office ofertadas na Alpagartas e mais 3 empresas

Nos últimos 3 anos, transferências para bancos tradicionais diminuiu 38%

Durante a pandemia, a discriminação na liberação de crédito aumentou

Crescimento do Brasil até 2023 abaixo da média

Estima-se que o cenário de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) é de 3,2%, entre 2021 e 2023. Essa projeção diz respeito à maioria dos países da América Latina e Caribe. Por outro lado, o Brasil deve crescer apenas 2,7% no mesmo período.

Em suma, ao retirar o Brasil da lista dos países do Cone Sul (o qual inclui Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai), projeta-se um crescimento de 3,5% do PIB. O assessor em Economia do BID, Andrew Powell, calcula que o Brasil terá uma taxa de crescimento menor em 2021. 

Como melhorar o crescimento?

Dentre as medidas necessárias para passar pelos desafios impostos pela pandemia de forma mais eficiente, estão a integração regional, bem como a redução da informalidade. Além disso, é preciso apoiar as pequenas e médias empresas na recuperação econômica. 

Considera-se como outra medida importante, a liberação de recursos fiscais para um maior investimento público em infraestrutura. Dessa forma, estima-se um aumento no investimento privado.

Sobre os reflexos da pandemia

Acima de tudo, o BID entende que o mercado de trabalho nos países latinos sofreu grande impacto pelo choque na economia internacional. Além disso, as medidas de isolamento adotadas visando barrar o avanço da pandemia, também tiveram influência. 

Calcula-se que 10% dos empregos foram perdidos entre fevereiro e outubro de 2020. Entretanto, no mês passado esse valor caiu para 7%.

Estima-se que para cada trabalho formal encerrado, 3,5 empregos informais foram perdidos. Embora o Brasil possua o sistema de seguro-desemprego, esse ainda é limitado. Além disso, vários países dessa região não possuem esse benefício.

Outro ponto mencionado pela instituição, é que o Brasil precisa acelerar o seu programa de vacinação. Só assim, o país conseguirá atrair investimentos, e sair de forma mais eficaz da crise.

Enfim, o que achou sobre a projeção de baixo crescimento do Brasil?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTube, Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: Ronnie Chua/shutterstock.com

Comentários
Carregando...