Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Nos últimos 3 anos, transferências para bancos tradicionais diminuiu 38%

Até dezembro de 2017, 99% dos pagamentos de pessoas físicas e jurídicas eram efetuados nos cinco maiores bancos do Brasil

0

Um levantamento da plataforma de automação de pagamentos da Transfeera apontou uma mudança no cenário financeiro. Ou seja, até dezembro de 2017, 99% dos pagamentos de pessoas físicas e jurídicas eram efetuados nos cinco maiores bancos do Brasil. Ao final de 2020, as transferências para bancos tradicionais caíram para 61%.

Você pode gostar também:

Veja as vagas de home office ofertadas na Alpagartas e mais 3 empresas

Caixa Tem: novo banco digital está com previsão de lançamento definida

Next, banco digital do Bradesco, planeja 100 novas contratações

Transferências para bancos tradicionais diminuiu 38%

Conforme a Transfeera, os cinco maiores bancos brasileiros, Itaú, Bradesco, Santander, Banco do Brasil e Caixa, estão perdendo espaço. Verificou-se que há uma diminuição de 38,4% no número de transferências nos últimos 3 anos. 

A queda no número de transferências para bancos tradicionais ocasionou-se devido ao crescimento dos banco digitais. Grande exemplo desses, está o Nubank, que até dezembro de 2020, possuía 15% do total de pagamentos realizados por meio da Transfeera.

Sobre as transferências para pessoas físicas

As transferências para bancos tradicionais, para pessoas físicas representou apenas 55% em 2020. Em contrapartida, em 2017 esse número chegava aos 80%.

Em suma, o Banco do Brasil (BB) foi o que mais sentiu o impacto. Enquanto que em 2017, 33% dos pagamentos da Transfeera eram destinados ao BB, ao final de 2020 esse número caiu para 10%.

Por outro lado, o Bradesco mantém uma trajetória estável, ficando com 14% dos pagamentos até o fim de 2020. Enquanto isso, o Nubank recebeu 18%.

O diretor de tecnologia da associação brasileira de bancos (ABBC), Carlos Augusto de Oliveira comentou a respeito. De acordo com ele, esse estudo “demonstra uma tendência clara de utilização crescente desses ‘neo-bancos'”.

Sobre as transferências para pessoas jurídicas

Assim como o BB, a Caixa também sofreu com a perda de clientes. Entretanto, essa perda se deu na categoria pessoa jurídica. Enquanto que em dezembro de 2017, a Caixa representava 24% dos pagamentos, no mês passado esse número caiu para 6%.

Por outro lado, o Banco Inter representa atualmente 10% das transferências recebidas. Já o Nubank representa apenas 7% do total de pagamentos. Esse número demonstra que as contas de pessoas jurídicas nessa fintech possuem como foco o empreendedorismo individual.

Vale ressaltar, que o estudo analisou 3,2 milhões de transferências bancárias, realizadas na plataforma da Transfeera. Com relação ao período de pesquisa, compreendeu os meses de abril de 2017 até dezembro de 2020. Desse montante de 3,2 milhões, 73% tiveram como destino pessoas físicas, e 27% pessoas jurídicas.

Enfim, o que achou sobre a diminuição das transferências para bancos tradicionais?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTube, Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: MK photograp55/shutterstock.com

Comentários
Carregando...