Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

RECORDE: Bitcoin cruza os US$ 50 mil e valor de mercado beira US$ 1 trilhão

Grandes players do mercado já demonstraram apoio à criptomoeda

0

O bitcoin (BTC) atingiu nesta terça-feira (16) o preço mais alto de sua história. Com isso, a criptomoeda ultrapassou os US$ 50 mil. Enquanto isso, seu valor de mercado também disparou, chegando a quase US$ 1 trilhão. Em uma maré muito positiva, o bitcoin vem se destacando e valorizando lentamente nos últimos dias, e também quebrando recordes.

Uma das movimentações mais importantes ocorreu depois de investimentos gigantes do mercado, como no caso da Tesla, que recentemente comprou US$ 1,5 bilhão na moeda digital. Saiba mais a seguir!

É provável que você também goste:

Universidade de Cambridge afirma que Bitcoin consome mais energia que toda a Argentina

Easynvest oferece empréstimos a partir de R$ 1 mil sem consulta ao SPC e Serasa

Bitcoin cruza os US$ 50 mil e valor de mercado dispara. Entenda o cenário

Com isso, na manhã desta terça-feira (16), o bitcoin chegou ao valor histórico de US$ 50.584, conforme aponta o índice CoinDesk. Ou seja, a demanda pela criptomoeda se encontra extremamente alta, principalmente pela procura de investidores institucionais. Por outro lado, sua oferta é cada vez mais escassa. Além disso, grandes players do mercado já demonstraram apoio à criptomoeda, como o Twitter, Mastercard e outros.

Dessa forma, como explicamos, o valor de mercado do bitcoin também aumenta. Hoje, ele se aproxima de US$ 1 trilhão, conforme apontam dados do CoinMarketCap. E, claro, no momento em que a criptomoeda bateu seu recorde de preço, sua capitalização também chegou ao seu máximo histórico: US$ 918 bilhões.

Empresa anuncia US$ 600 mi para comprar BTC

Diante desse cenário, e do crescente aumento dessa demanda, a expectativa é que a criptomoeda possa chegar aos US$ 100 mil ao longo de 2021. Prova disso é que investimento bilionário da Tesla, uma das empresas mais bem-sucedidas do mundo, foi seguido pelo anúncio da Mastercard, que deverá oferecer suporte à moedas digitais em seus pagamentos. Assim, estaremos vivendo uma maior popularização do bitcoin.

Além disso, a MicroStrategy, empresa de software empresarial, também anunciou nesta terça-feira (16) que pretende arrecadar US$ 600 milhões em notas conversíveis para a compra de bitcoin. Atualmente, a empresa já é conhecida por deter mais de 70 mil BTC. Isso equivale a mais de US$ 3,5 bilhões. As informações são da CNBC e do site TecnoBlog.

CEO da MicroStrategy vê bitcoin como reserva de valor

Por fim, segundo o CEO da MicroStrategy, em entrevista à CNBC, o bitcoin é uma classe de ativos muito mais estável hoje do que há três anos. Assim, hoje o mercado vê um cenário de grande disputa em torno da compra da criptomoeda, o que a valoriza ainda mais. Dessa forma, a tendência é que as empresas mantenham os prelos do bitcoin no alto, gerando picos de valorização com compras de grandes quantidades do ativo de uma vez.

“A partir de março de 2020, as instituições começarem a chegar no mercado, e acho que em 2021 se viu essa tendência continuar”, explicou o CEO. Ele também conclui que, por mais que muitas pessoas vejam o bitcoin como uma futura moeda de troca universal, ele acredita no valor da moeda mais como reserva de valor.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: REDPIXEL.PL / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...