Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Bitcoin está em queda livre após rumor de que o FBI hackeou a criptomoeda

Adam Back, CEO da Blockstream, nega que o FBI tenha hackeado o Bitcoin.

0

Na última segunda-feira (07), o Bitcoin fechou em US$ 33.560,71. Esse valor é a menor cotação registada desde fevereiro de 2021. Como se não bastasse, o preço da moeda teve uma queda de 9% nas últimas 24 horas. Essa queda livre eleva fortes temores do mercado, que cresceram ainda mais após a notícia de que o FBI hackeou a criptomoeda.

É provável que você também goste:

Azul deve comprar a Latam em até 3 meses, avalia Bradesco BBI

Santander melhora as condições para financiamento de projetos rurais com energia solar

Anonymous ameaça Musk por conta de seus tweets sobre criptomoedas

Bitcoin está em queda livre após rumor que FBI hackeou a criptomoeda

Nos últimos meses, as criptomoedas viveram um momento mágico de alta no mercado. Quem fez a compra dessas moedas em 2020, por exemplo, ainda tem lucros em suas posições. Ou seja, quem comprou o Bitcoin há um ano atrás ainda tem 239% de lucro. 

Entretanto, quem comprou no dia 14 de abril deste ano, quando o Bitcoin chegou a ser cotado a US$ 64 mil por moeda, já tem um prejuízo de 49%. A grande dúvida do mercado e investidores agora é se a moeda pode voltar a crescer nos próximos meses. 

Temor cresce com a notícia de que o FBI teria hackeado o Bitcoin

O último fechamento diário da moeda trouxe ainda mais temores ao mercado. Isso porque circula nas redes sociais uma informação de que o FBI teria hackeado a criptomoeda. O caso foi a público depois que o FBI recuperou R$ 22 milhões de Bitcoin pagos a hackers que atacaram uma empresa nos EUA.

A partir da divulgação dessa notícia com temores excessivos, o mercado novamente viu o preço do Bitcoin cair. Diante dessa repercussão nas redes sociais, o CEO da Blockstream, Adam Back, veio a público falar sobre o caso. 

De acordo com Back, o FBI recuperou o Bitcoin que estava em um servidor alugado. Ou seja, foi por meio de uma intimação que o FBI assumiu o controle das moedas. Ele afirma: “Bitcoin NÃO foi hackeado. Nenhuma carteira de bitcoin foi hackeada, nem mesmo se sabe que é possível. Os hackers da Ransom usaram um servidor em nuvem alugado. O FBI recebeu uma intimação, assumiu o controle e recuperou moedas. É isso.”

O CEO ainda publicou detalhes técnicos que levaram à operação de Bitcoin pelo FBI. Ele diz que a ação não atacou em momento algum a carteira de Bitcoin, nem mesmo a própria rede. Segundo Back, qualquer notícia afirmando isso é falsa. 

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: AlekseyIvanov / Shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...