De olho na hiperconveniência buscada pelos consumidores na Black Friday, que querem uma experiência dinâmica em qualquer serviço online, o CEO do Banco Inter, João Vitor Menin, falou em evento do Google (08/10) sobre a expectativas para o lançamento do super app, que ocorre nos próximos dias. A novidade, que embarca soluções não financeiras no app da conta digital, será disponibilizada para mais de 3 milhões de correntistas.

É provável que você também goste:

RecargaPay: recarregue seu celular e ganhe dinheiro de volta em cashback

Custo de tarifas bancárias sobe 250%, enquanto bancos digitais como Banco Inter oferecem contas grátis

Congresso aprova novo salário mínimo para 2020

Black Friday do Banco Inter tem marketplace com dinheiro de volta em cashback

Ao lado de executivos da Netshoes, Carrefour Digital e Varese Retail, ele falou sobre as expectativas e preparativos para a data mais importante do varejo mundial.

“Nossa expectativa é alta para esta edição da Black Friday, que será nossa primeira com o super app. Nós temos a eficiência de chegar diretamente até o consumidor, viabilizar a venda e dividir a nossa remuneração com ele por meio do cashback”.

Além dos serviços financeiros, no super app os correntistas encontrarão uma oferta adequada às suas necessidades e alinhada a diferentes comportamentos. Com o conceito one-stop-shop, a plataforma permitirá ao usuário realizar compras diretas em lojas de departamentos, eletroeletrônicos, drogarias, turismo e outras.

De acordo com João Vitor Menin, o Banco Inter tem a ambição de fazer no Brasil um super aplicativo como aqueles que o Alibaba e o WeChat Pay fizeram na China.

“Nós estamos fazendo o caminho oposto. Primeiro, nós dominamos a área de pagamentos digitais e crédito para depois ir para a área de marketplace. E nós acreditamos que a indústria de digital banking é a melhor para trazer um super app para o Brasil, porque tem dados, recorrência de acesso e estrutura de pagamento e crédito”.

Tendências na Black Friday

Dados do Think With Google reforçam que há razões para o otimismo do CEO do Banco Inter. Na Black Friday 2019 haverá 3,5 milhões de novos compradores e 8 milhões de novos e-shoppers.

Enquanto 57% dos e-shoppers brasileiros já realizaram compras dentro de aplicativos, 28% possuem o app dos seus varejistas preferidos instalados em seus smartphones. Além disso, consumidores que compram pelo app possuem um ticket médio 29% maior.

Na Black Friday 2018, 11% dos consumidores disseram que compraram usando benefício de cashback e o Google aposta no crescimento desse número na edição de 2019. Em intenção de compra, a categoria de serviços financeiros está entre as que mais crescem, com aumento de 200% na comparação com o ano passado.

Segundo o Google, os meios de pagamento digitais vão continuar a crescer e ganhar um papel central de desintermediar transações, reduzindo a fricção. 60% dos consumidores ouvidos na pesquisa declararam que preferem realizar compras online porque assim economizam tempo, deslocamento, custo de estacionamento e no próprio preço do produto.

Sobre o Banco Inter

O Banco Inter possui 25 anos de mercado e atuação em todo o território nacional. É o primeiro banco 100% digital do país e o único a oferecer uma conta totalmente isenta de tarifas, que serve como porta de entrada dos clientes para uma completa plataforma digital de serviços. O Inter foi o primeiro banco digital a abrir capital no Brasil, em abril de 2018, e está listado na Bolsa de Valores (B3). Em junho de 2019, o banco contava com uma carteira de crédito de mais de R$ 3,9 bilhões, com patrimônio líquido de R$ 973 milhões e R$ 6,7 bilhões de ativos totais.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.