O presidente Jair Bolsonaro acaba de publicar na sua fanpage do Facebook um aceno aos gamers, informando que há estudos para baixar impostos de games no Brasil. O presidente respondeu ao apelo de um dos seus seguidores, que implorou pela medida.

É provável que você também goste:

Decreto de Bolsonaro publicado hoje reduz impostos sobre videogames

Primo Rico endividado? Thiago Nigro esclarece suposta dívida de R$ 1,7 milhão.

Consumidor paga R$ 113 de juros do cheque especial em junho.

Bolsonaro pretende baixar impostos de games no Brasil

“Após ler em meu Face o apelo de Vennicios M. Teles pedindo para baixar impostos sobre jogos eletrônicos, resolvi consultar nossa equipe econômica.

O IPI, atualmente, varia entre 20% e 50%. Ultimamos estudos para baixá-los.

O Brasil é o segundo mercado no mundo nesse negócio.”

Redução de impostos sobre produtos de tecnologia

No mês de junho, o presidente Jair Bolsonaro já havia se posicionado a respeito. Ou seja, com a ideia de reduzir tributos de 16% para 4% em produtos de tecnologia, como computadores, celulares e jogos eletrônicos. Na época, a indústria nacional reclamou. Em nota, a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Anbinee), considerou que a proposta do governo gerava “insegurança jurídica para o setor”.

O presidente Jair Bolsonaro é um adepto de videogame. Inclusive já publicou alguns vídeos como este, jogando tranquilamente na sua residência.

Presidente Jair Bolsonaro jogando videogame
Presidente Jair Bolsonaro jogando videogame

Ideia Legislativa

Existe uma Ideia Legislativa no Senado

que propõe a redução de impostos de games dos atuais 72% para 9%. Isso porque o Brasil é um dos países que mais cobram impostos neste segmento. Neste momento, a proposta conta com 75.926 apoios. A funcionalidade “Ideia Legislativa” possibilita que cidadãos comuns enviem uma proposta de ideia legislativa que podem virar leis.

Enfim, gostou da notícia sobre a proposta de redução de impostos de games no Brasil?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.