Mais um concorrente para os bancos digitais acaba de entrar no mercado. Agora é a vez do BTG Pactual, que anunciou nesta segunda-feira (14) a entrada no segmento de varejo com dois bancos digitais. O primeiro banco digital do BTG Pactual é o BTG+, voltado a pessoas físicas. Já o segundo, trata-se do BTG+ Business, com foco em microempreendedores e pequenas e médias empresas. Se você ficou interessado, então saiba mais sobre esses dois bancos digitais do BTG Pactual no texto a seguir.

É provável que você também goste:

PicPay: Como fazer o pré-cadastro das chaves PIX

Descubra tudo que você pode fazer com a carteira digital BITZ, do Bradesco

Em ação inédita, Conta digio rende mais que o Nubank, oferecendo CDB com liquidez diária de 130% do CDI

“Depois de 37 anos, finalmente estamos lançando nossa plataforma bancárias completa e entrando no varejo”, disse Robert Sallouti, CEO do BTG Pactual, em teleconferência sobre anúncio nesta manhã. “Esses são dois mercados carentes de competição e de novas ofertas.”

Os dois novos bancos integram a unidade de varejo digital, criada há cerca de 16 meses, sendo liderada por Amos Genish, profissional reconhecido do mercado de telecomunicações, com passagens pelas empresas GVT e Telefônica Vivo.

Os dois produtos incluem negócios com o Banco PAN e a plataforma de investimentos BTG Pactual Digital. “Estamos integrando o melhor dos dois mundos”, afirmou Genish, se referindo ao fato dos dois bancos serem baseados em plataformas 100% digitais e na nuvem.

De acordo com Saloutti, é cedo para falar o quanto esses negócios da unidade de varejo digital da instituição vão representar na receita total do BTG Pactual. “Mas se falarmos que, em cinco anos, metade do resultado do banco venha dessa unidade não seria um sonho”, afirmou o CEO do BTG Pactual.

BTG+

A instituição começou a testar o BTG+ em abril deste ano com funcionários do próprio BTG Pactual, de empresas parceiras, e recentemente, com escritórios de agentes autônomos. Mas “até janeiro, faremos o go to market e lançaremos a plataforma, definitivamente, para todo o mercado”, afirmou Rodrigo Cury, head do BTG+.

Conta corrente e cartão de crédito

Além disso, o BTG+ vai disponibilizar conta corrente e cartão de crédito sem taxas de abertura e nem anuidade e de manutenção. Outra alternativa, em se tratando dos cartões, é o Investe+, que o cliente poderá reverter parte dos gastos em um fundo de investimento gerido pelo BTG Pactual.

Programa de fidelidade

Outra ótima oferta sem dúvida é um programa de fidelidade em que o cliente vai poder integrar programas de parceiros, como companhias aéreas. Mas a ideia é ir incluindo novos produtos e serviços com o tempo, como seguros, financiamentos de automóveis e até linhas de equity.

“Nossa ideia, nesse início, e atender o público investidor que já está na nossa plataforma de investimentos e que já inclui uma gama grande de renda”, disse Cury. “Mas, ao longo do tempo, vamos estender para outros perfis.”

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Imagem: Piotr Swat / Shutterstock

Sobre o Autor

Seu Crédito Digital

Site especializado em bancos digitais, fintechs, cartões de crédito, empréstimos e crédito em geral. Incentivamos o uso do crédito de forma consciente.

Ver todos os artigos