Cadastro Positivo: descubra tudo que os bancos e empresas podem saber sobre você

0

Recentemente, o Cadastro Positivo se tornou automático, ou seja, ele é formulado mesmo para quem não insere suas informações junto aos birôs de crédito, como Serasa Experian, Boa Vista e SPC Brasil. Entretanto, muitas pessoas não estão nem sabendo quais são as informações coletadas pelos serviços de proteção ao crédito. Por isso, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC) ajuda o consumidor a entender quais informações suas estão no Cadastro Positivo.

É provável que você também goste:

Super Limites: Nubank liberando mais limites em 2020?

Cartão de crédito do Banco Daycoval: sem anuidade e sem consulta ao SPC e Serasa.

Veja todas as formas de pedir cancelamento do Cadastro Positivo

Para quem não sabe, o Cadastro Positivo é uma espécie de histórico do comportamento do consumidor. Ou seja, um banco de dados onde são identificados os “bons pagadores” por meio de informações de pagamentos, cartões de crédito, empréstimos e financiamentos. Essas informações servem como base às instituições financeiras para entender o comportamento dos consumidores e decidir dar ou não crédito a ele, mesmo que ele nunca tenha sido seu cliente.

Cadastro Positivo automático

A partir do ano passado, o Cadastro Positivo passou a ser automático. Ou seja, mesmo se o consumidor não inserisse seus dados nos birôs de crédito, ele seria feito. É possível cancelar a exposição de dados de forma automática para os birôs, e consequentemente, para todas as empresas financeiras. Mas as pessoas que pedem um cartão de crédito, financiamento, empréstimo, entre outros serviços financeiros, seriam afetadas negativamente com isso. Por isso, neste artigo, eu recomendo você a não fazer isso. Resumidamente, a exclusão de dados do Cadastro Positivo irá afetar negativamente seu potencial de crédito.

Entretanto, é seu direito saber quais as informações que estão sendo coletadas pelo sistema que pode melhorar suas condições de crédito. Portanto, aqui falaremos quais são essas informações, até mesmo para que você tenha mais cuidado caso esteja tentando aumentar seu score de crédito.

Quais são os dados coletados pelo Cadastro Positivo?

Primeiramente, saiba que as principais contas com dados coletados incluem a conta de energia elétrica, água, telefone e internet. Além disso, outras dessas contas incluem o condomínio e impostos do carro ou declaração de imposto de renda. Outros dados importantes a serem levados em conta são dos familiares próximos, ou seja, aqueles que dividem a casa com você.

O Cadastro Positivo existe desde 2011, mas antes necessitava de uma autorização prévia do consumidor para a coleta de informações aos birôs de crédito. Entretanto, com a mudança na lei, aprovada pelo Congresso em 2019, a abertura do Cadastro Positivo é feita de forma automática, não mais voluntária. Qualquer brasileiro com CPF consta no Cadastro Positivo. Na prática, isso significa que você vai ter seu nome e informações enviadas para um banco de dados, e que estes dados podem ser acessados por qualquer empresa que esteja analisando concessão de crédito a você.

Devido a isso, o instituto elaborou uma carta que os consumidores poderão enviar às instituições de crédito para saber quais suas informações estão sendo coletadas. Veja a que ponto as coisas chegam: entre esses dados coletados pelos birôs de crédito estão incluídos os dados postados nas redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram etc), dados de localização e até mesmo os dados do uso de internet no seu smartphone.

Como solicitar os dados coletados pelo cadastro positivo?

Para conseguir a carta contendo os dados coletados pelo Cadastro Positivo, basta acessar o documento gratuitamente no site do IDEC. Para conferir essa e outras cartas, acesse esse link. Dentre as cartas estão:

informações cadastro positivo IDEC
Imagem: site oficial do IDEC.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: CC7 via Shutterstock.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...