Programas de recompensa têm feito sucesso com os consumidores, chamando também a atenção dos lojistas por conta da inovação e pelo crescimento nos negócios. Entre eles, o que se destaca é o cashback ou dinheiro de volta. Nesse sistema, parte do valor total de uma compra feita por um cliente retorna para ele, e pode ser usado para realizar outras aquisições. Contudo, o consumidor só pode gastar essa quantia em estabelecimentos cadastrados. O dispêndio do dinheiro acumulado nas plataformas de recompensa apenas em estabelecimentos credenciados, é uma condição que acontece no Beblue.

É provável que você também goste:

Novo banco digital Caras Bank abre lista de espera.

Next permite saques gratuitos e depositar dinheiro em caixas eletrônicos.

Guiabolso e Greengo Dictionary brincam com tradução para ‘gringos’ do universo bancário.

O que significa o tão falado cashback ou dinheiro de volta?

O Beblue é o uma plataforma pioneira de pagamentos de pagamento atrelada a um sistema de recompensa via cashback. A fintech já devolveu mais de R$120 milhões aos seus quase 3,5 milhões de usuários, em mais de 16 mil estabelecimentos comerciais. Os parceiros, que estão localizados em 11 estados brasileiros, já movimentaram mais de R$ 2 bilhões em vendas nesse tempo, números que colocaram o Beblue na seleção do LinkedIn como uma das 25 startups mais desejadas do Brasil. Ademais, mesmo sendo a mais nova, já ocupa a 14ª posição da lista.

Cashback ou dinheiro de volta

“O conceito de cashback já existe há alguns anos em países como Estados Unidos, mas apenas recentemente vem ganhando espaço no Brasil. Com ao avanço da tecnologia, as soluções digitais, como as plataformas de recompensa em cashback, estão cada vez mais em ascensão e a tendência é que elas se popularizem ainda mais nos próximos anos”, explica Murilo Silvério, CEO do Beblue.

Pela facilidade de uso e pela quantidade de benefícios que trouxe para o consumidor, rapidamente formou-se uma rede gigantesca de usuários que consomem com inteligência. Ao contrário dos programas de pontos, em que o cliente precisa esperar até juntar uma determinada pontuação para resgatar um produto ou serviço, no sistema de cashback o valor volta imediatamente para ele após a compra.

No caso do Beblue, os usuários têm um conforto a mais na hora de pagar com cashback. Como todas as compras e dados são registrados pelo banco de dados do aplicativo, o lojista tem acesso a informações valiosas. Como sobre o comportamento, as preferências e os padrões de consumo de seus clientes. Podendo, assim, conhecer realmente a fundo seu público. Dessa forma, os programas podem oferecer dados reais sobre os hábitos de compra e a realidade dos consumidores. Enfim, permitindo que empreendedores criem campanhas personalizadas e ofertas mais assertivas.

Vantagens

Para o cliente final, esse sistema oferece várias vantagens. Ao realizar compras que ele já faria normalmente, o consumidor tem ainda a oportunidade de receber uma porcentagem do que gastou de volta para acumular ou usar em uma nova compra, aumentando assim o seu poder de consumo. Dessa maneira, o cliente tem sempre uma boa razão para retornar e continuar a consumir no mesmo estabelecimento.

Consequentemente, uma loja consegue aumentar seu mercado, fidelizar e trazer novos clientes, melhorar o seu ticket médio e gerar vendas incrementais. Além de ajudar na ocupação do estabelecimento em dias ociosos, enfim a vender mais e melhor.

“A ideia principal é fomentar o comércio e estimular o aumento de vendas para os lojistas, impulsionando o público a frequentar sempre mais as lojas credenciadas. Ao mesmo tempo, o lojista pode ter a oportunidade de conhecer e conquistar novos clientes”, conclui Silvério.

Sobre o Beblue

A fintech foi criada em 2016 na cidade de Ribeirão Preto (SP) por Daniel Abbud e Daniel Gava. O Beblue é a primeira fintech brasileira de pagamentos que permite ao consumidor aumentar seu poder de consumo por meio de recompensa em cashback. Por fim, também oferece ao estabelecimento a possibilidade de adquirir e fidelizar o cliente.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.