Category - INVESTIMENTO

Contas inativas do FGTS: afinal, quem pode sacar o dinheiro em 2019?

Lá no ano de 2016, o Governo Federal anunciou que os trabalhadores poderiam sacar o dinheiro das contas inativas do FGTS. Naquela oportunidade, o governo do ex-presidente Michel Temer dividiu os trabalhadores por data de nascimento para liberar os saques em períodos previamente estabelecidos. A medida aqueceu a economia, mesmo em um momento complicado que já estávamos passando aqui no Brasil. Entretanto, e agora para 2019, como fica? Quem pode sacar seu dinheiro? Tire as suas dúvidas aqui neste artigo.

É provável que você também goste:

C6 Bank libera convites para os primeiros clientes C6 Beta Testers

Contas inativas do FGTS: afinal, quem pode sacar o dinheiro em 2019?

O que é FGTS?

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço foi criado no regime militar através de uma lei promulgada em 13 de setembro de 1966, pelo então presidente da República, Marechal Castelo Branco.

Ele foi criado especificamente para proteger o trabalhador demitido sem justa causa, com a abertura de uma conta vinculada ao seu contrato de trabalho. Portanto, os empregadores têm a obrigação de depositar em contas na Caixa Econômica Federal, um valor equivalente a 8% do salário dos seus empregados.

O que é o FGTS inativo?

O FGTS inativo é uma conta do fundo que deixou de receber depósitos em virtude da demissão do trabalhador. Ou seja, por justa causa ou por vontade própria do empregado. Nestes casos, é necessário a permanência por três anos ininterruptos fora do regime do FGTS para que o trabalhador tenha direito ao saque das contas inativas do FGTS.

Como foi da última vez

No governo do ex-presidente Michel Temer, o prazo para o saque das contas inativas do FGTS foi até o dia 31 de julho de 2017. Na época, o governo ainda prorrogou para aqueles trabalhadores que não conseguiram comparecer às agências por doença impeditiva à locomoção, bem como reclusão em regime fechado. Somente para estas duas situações, os trabalhadores puderam realizar o saque até 31 de dezembro de 2018.

Teremos saque das contas inativas do FGTS em 2019?

Há uma grande expectativa que o governo permita novamente o saque do FGTS, e inclusive essa possibilidade foi mencionada pelo então secretário da Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues Junior. É possível que o governo libere o saque para todos os valores depositados até 2018. Entretanto, isso ainda não se confirmou até este momento.

Quem pode sacar o dinheiro das contas inativas do FGTS em 2019?

Neste momento, somente trabalhadores enquadrados nos seguintes motivos podem sacar as contas inativas do FGTS:

  • Demissão sem justa causa;
  • Término do contrato por prazo determinado;
  • Rescisão do contrato por extinção da empresa, supressão de parte de suas atividades, fechamento de estabelecimentos, falecimento do empregador individual ou decretação de nulidade do contrato de trabalho;
  • Rescisão do contrato por culpa recíproca ou força maior;
  • Aposentadoria;
  • Necessidade pessoal, urgente e grave, decorrente de desastre natural causado por chuvas ou inundações que tenham atingido a área de residência do trabalhador, quando a situação de emergência ou o estado de calamidade pública for reconhecido por meio de portaria do Governo Federal;
  • Suspensão do Trabalho Avulso;
  • Falecimento do trabalhador;
  • Idade igual ou superior a 70 anos;
  • Portador de HIV – SIDA/AIDS (trabalhador ou dependente);
  • Neoplasia maligna (trabalhador ou dependente);
  • Estágio terminal em decorrência de doença grave (trabalhador ou dependente);
  • Permanência por três anos ininterruptos fora do regime do FGTS, com afastamento a partir de 14/07/1990;
  • Permanência da conta vinculada por três anos ininterruptos sem crédito de depósitos, cujo afastamento do trabalhador tenha ocorrido até 13/07/1990;
  • Aquisição de casa própria, liquidação ou amortização de dívida ou pagamento de parte das prestações de financiamento habitacional.

Enfim, gostou da notícia?

Então, siga Seu Crédito Digital no Google News. Receba em primeira mão notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Startup da BB Seguros lança previdência privada pelo cartão de crédito

Na última quinta-feira (16), a Ciclic que é uma startup cujo principal acionista é a BB Seguros lançou uma modalidade de investimento que vai dar o que falar. Imagine você poder contratar um plano de previdência privada e utilizar o seu cartão de crédito. E ainda, acumulando pontos de fidelidade por isso. De acordo com a startup, somente nos últimos seis meses houve um aumento médio de 150% na procura pela modalidade de investimento online na plataforma.

É provável que você também goste:

Cuidado com o golpe do empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa no WhatsApp

Startup da BB Seguros lança previdência privada pelo cartão de crédito

“Ainda não há uma conversão desse interesse das pessoas em contratações de planos de previdência, mas nós acreditamos que isso deve acontecer com o tempo”, diz Raphael Swierczynski, CEO da Ciclic.

Contudo, de acordo com dados da Superintendência de Seguros Privados (Susep), verificou-se uma redução no volume de recursos investidos pelos brasileiros em previdência privada. Ou seja, de 2017 para 2018, as contribuições anuais neste segmento diminuíram. Houve uma redução de cerca de 10,97%, de mais de R$ 121,1 bilhões para cerca de R$ 111,7 bilhões.

Como vai funcionar

Você pode fazer a aplicação em previdência privada da Ciclic totalmente online. Para aqueles que optarem pelo pagamento através do cartão de crédito, o débito do valor investido será lançado na fatura do cartão mensalmente. Exatamente no mesmo dia da contratação do plano. As bandeiras disponíveis serão Mastercard, Visa, Elo, Amex, Hipercard e JCB.

Entre as vantagens nesta novidade está a possibilidade do usuário somar os valores investidos em pontos em seu programa de fidelidade. Além disso, a empresa cobrirá eventuais taxas das empresas de cartões de crédito, para ganhar escala no mercado.

“Neste momento, o cliente não terá nenhum custo adicional para fazer seu plano de previdência no cartão. A intenção é levar mais praticidade às pessoas e ajudá-las a atingir seus objetivos de vida e financeiros”, diz Swierczynski.

Enfim, gostou da notícia?

Então, siga Seu Crédito Digital no Google News. Receba em primeira mão notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos e empréstimos. Bem como tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Via Estadão Economia & Negócios

Nubank libera função cofrinho para guardar dinheiro na NuConta

A fintech Nubank começa a liberar a partir desta quarta-feira (15), a função cofrinho para guardar dinheiro na NuConta. Agora, os clientes poderão guardar o seu dinheiro em uma área separada da NuConta, a conta digital do Nubank.

É provável que você também goste:

Qual é o segredo para ser aprovado no cartão de crédito Nubank?

PagBank: PagSeguro lança banco digital com empréstimo rápido e cartão sem anuidade.

4 principais motivos que fazem o Banco Inter ser melhor do que o Nubank.

Nubank libera função cofrinho para guardar dinheiro na NuConta

O recurso estava sendo testado desde o mês de abril, com um grupo seleto de clientes no aplicativo Android. Agora, toda a base de clientes terão acesso a essa novidade na NuConta. Tanto usuários de Android quanto de iOS terão a função “cofrinho” para guardar dinheiro separadamente da NuConta, como metas financeiras.

“Um de nossos compromissos aqui no Nubank é exatamente criar funções simples e acessíveis que ajudem as pessoas a gerenciar melhor as próprias finanças”, disse, em nota a EXAME, Vitor Olivier, diretor da NuConta.

O dinheiro que é aplicado na área chamada “Guardar Dinheiro” da conta digital rende diariamente a 100% do CDI. Portanto, o rendimento é bem semelhante ao de uma aplicação no Tesouro Direto indexado pela taxa Selic. Além disso, com liquidez diária, o valor pode ser resgatado a qualquer momento. Contudo, o recurso com a função cofrinho deve chegar aos mais de 4,8 milhões de usuários da NuConta até o dia 23 de maio.

Rendimento da NuConta

Para quem não sabe, a NuConta é uma conta de investimentos, onde você deixa o seu dinheiro e ele vai rendendo ao longo do tempo. A NuConta rende mais que a poupança e que o Tesouro Selic. Isso porque enquanto a poupança rende 70% da taxa Selic, se você investir no Tesouro Selic ainda tem que pagar uma taxa de custódia, de 0,25% ao ano.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Será que a Fx Trading Corp é outra pirâmide? Tire as suas dúvidas!

Você já ouviu falar na Fx Trading Corp? Vários amigos já vieram me perguntar sobre esta empresa. E então, será que trata-se de mais uma pirâmide? É preciso tomar cuidado com essa empresa? Antes mesmo de você decidir em colocar o seu dinheiro lá, vamos responder a estas perguntas para você. Confira este artigo na íntegra.

É provável que você também goste:

Bolsonaro pode liberar saque do FGTS inativo com depósitos até 2018

Confira o resultado da Mega-Sena concurso 2.150 acumulada em mais de R$ 289 milhões!

Será que a Fx Trading Corp é outra pirâmide? Tire as suas dúvidas!

O que é a Fx Trading Corp?

A princípio, é uma empresa Coreana que procede com Forex e com mineração de criptomoedas. A empresa promete aos seus investidores ganhos de 1% a 2,5% ao dia. Isso mesmo. De acordo com eles, é possível obter 100% de lucro em 3 meses.

Primeiramente, a empresa promete lucro garantido. Isso é um primeiro sinal para que você fique pelo menos desconfiado. Ou seja, não existe lucro garantido no mercado de criptomoedas. Um grande exemplo disso é a queda do Bitcoin, que chegou a custar US$ 20 mil e neste momento está cotado abaixo de US$ 7 mil.

Entretanto, na plataforma do YouTube você consegue conferir inúmeros vídeos aonde os seus entusiastas aprovam a empresa e prometem ganhos acima do esperado.

Contudo, muita gente fica desconfiada. Por exemplo, há alguns meses atrás, quem investiu na Unick Forex se deu mal. A empresa teve seu site hackeado e passou a ser investigada pela Polícia Civil. A empresa também explodiu de reclamações no site Reclame Aqui.

Denúncias da Fx Trading Corp no site Reclame Aqui

No site Reclame Aqui, existem neste momento 8 reclamações contra a empresa, e ela não respondeu nenhuma delas. Entre os principais motivos, está a dificuldade de contato com a empresa e dificuldade de saque do dinheiro.

Fx Trading Corp é ilegal?

Recentemente, a Comissão Nacional de Valores Mobiliários da Espanha adicionou a Fx Trading Corp à lista de empresas que operam ilegalmente. A CNMV alerta que a empresa não está resgistrada para fornecer serviços de investimentos na Espanha. Aqui no Brasil, a empresa foi denunciada a Justiça, e existe investigação em andamento.

Considerações finais

Tenha muita cautela ao apostar nessa modalidade de investimento. Entretanto, a empresa já opera em quase 200 países e muita gente está fazendo fortunas com isso. E então, o que você acha disso? Deixe seu comentário logo abaixo.

Enfim, gostou da notícia?

Então, siga Seu Crédito Digital no Google News. Receba em primeira mão notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Nubank é vinculada ao FGC, será que lançará um banco completo para concorrer com Banco Inter?

Nubank é vinculada ao FGC

Nubank é vinculada ao FGC, fintech está prestes a lançar um banco completo? O Fundo Garantido de Crédito (FGC) permite que os clientes sejam resguardados em caso de falência da institiuição financeira. Ou seja, é possível aplicar em diversos investimentos sem precisar se preocupar de perder o seu capital.

É provável que você também goste:

Afinal, como ganhar mimos do Nubank e do Banco Inter?

Colocar CPF na nota fiscal aumenta pontuação do score e ajuda a ter crédito?

Diretor do Banco Inter diz que LCI tem vantagem sobre CDB.

Descobrimos que o Nubank acaba de virar associado do FGC, como você pode conferir no site do Fundo Garantido de Crédito ou na imagem a seguir:

Nubank é vinculada ao FGC

Nubank é vinculada à Lista de Instituições participantes do FGC.

FGC

O FGC é um fundo sem finz lucrativos e que possui a missão de protegger depositantes e investidores do sistema financeito nacional e prevenir o risco de uma crise bancária sistêmica.

Além disso, o financiamento do fundo é realizado pelas próprias instituições financeiras associadas.

Investimentos protegidos pelos FGC

O FGC protege investimentos em renda fixa, como CDBs, Letras de Cambio, Letras Imobiliárias, Letras de Crédito Imobiliário, Letras de Crédito do Agronegócio, entre outros. A garantia é de até R$ 250 mil por CPF/CNPJ e conglomerado financeiro; e até R$ 1 milhão por CPF ou CNPJ a cada 4 anos. Além disso, é devolvido ao investidor tanto o valor principal que foi investido como o que rendeu no investimento.

Investimentos não protegidos

Em contrapartida, o FGC não cobre fundos de previdência e títulos do Tesouro Direto, por exemplo. Ou seja, eles possuem risco soberano: o investidor fica sem o pagamento caso o país quebre e o governo não tenha como pagar.

Nubank é vinculada ao FGC, será que a empresa lançará um banco completo?

Devido ao vínculo recente da Nu Pagamentos, será que a fintech está prestes a lançar um banco completo? É bem provável que seja lançado vários serviços de investimentos com essa iniciativa da empresa. E essa especulação parece ser bem pertinente. E você o que acha disso? Comente logo abaixo!

Enfim, gostou da notícia?

Então, é só nos acompanhar nas redes sociais como o FacebookTwitter, e Instagram. Portanto você estará sempre atualizado sobre o mundo financeiro digital.

Diretor do Banco Inter diz que LCI tem vantagem sobre CDB

LCI tem vantagem sobre CDB

O Canal Econoweek conversou com o diretor de investimentos do Banco Inter, Rafael Rodrigues, para saber mais a respeito da dúvida de que muita gente sobre o que vale mais a pena investir: se CDB ou LCI.

Diretor do Banco Inter diz que LCI tem vantagem sobre CDB

Primeiramente, no entanto, é preciso compreendermos que CDB é um título que os bancos emitem para ser possível captar recursos para os próprios bancos. Ou seja, o cliente “empresta” dinheiro para o seu banco e ganha uma recompensa em juros neste investimento. Em contrapartida, as LCIs possuem uma finalidade mais específida, que é captar recursos para o setor imobiliário.

É provável que você também goste:

Nubank é vinculada ao FGC, será que lançará um banco completo para concorrer com Banco Inter?

Clientes do Banco Inter denunciam golpes em suas contas.

Banco Inter promete devolver metade das taxas de aplicações de fundos.

Uma das principais vantagens da LCI em relação ao CDB é que a incidência do imposto de renda se dá apenas no CDB, e nas LCIs há isenção de 100%.

Isso significa que não podemos comparar apenas as remunerações que nos são apresentadas. Ou seja, precisamos também calcular o desconto do imposto de renda para o período do investimento antes de fazer a comparação. Assim, será possível decidir qual é o melhor investimento.

FGC

Ambas aplicações são cobertas pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Ou seja, se o usuário investir até R$ 250 mil, o investimento estará 100% protegido.

Dica LCI tem vantagem sobre CDB

Por fim, o diretor do Banco Inter disse que na instituição financeira, normalmente, as LCIs levam uma vantagem adicional para investimentos de 180 dias.

Outro vídeo para esclarecer a diferença entre LCI e CDB

O Banco Inter já fez um vídeo em seu canal oficial sobre a diferença entre LCI ou CBD, confira:

Enfim, gostou da notícia?

Então, é só nos acompanhar nas redes sociais como o FacebookTwitter, e Instagram. Você estará sempre atualizado sobre o mundo financeiro digital.

Via Estadão.

Banco Inter promete devolver metade das taxas de aplicações de fundos

aplicações de fundos

Banco Inter promete devolver metade das taxas de aplicações de fundos. O Banco Inter disse, através de um comunicado enviado ao mercado, nesta quarta-feira, que irá devolver aos investidores metade da receita de distribuição de alguns fundos de investimentos em uma operação conhecida como cashback.

É provável que você também goste:

Diretor do Banco Inter diz que LCI tem vantagem sobre CDB.

Posso abrir Conta Fácil da Caixa com o nome sujo no SPC e Serasa?

Anuidade bonificada cartão Senff: Ganhe bônus mensal no celular.

Banco Inter promete devolver metade das taxas de aplicações de fundos

Ou seja, todos os meses que os clientes tiverem investimentos com cashback na Plataforma Aberta Inter (PAI) receberão, com isso, uma parte do valor referente às taxas de administração e perfomance. Além disso, os produtos que oferecerem este benefício contarão com um selo específico, sendo que os clientes que já possuem fundos participantes do programa apenas precisam aderir ao termo de uso do cashback para começarem a receber o dinheiro de volta.

“Queremos garantir aos nossos investidores as melhores condições de rentabilidade do mercado. Por isso criamos a PAI, uma plataforma aberta que permite ao correntista investir em todos os tipos de produtos, sem intermediários. Esse modelo nos dá mais eficiência e possibilita devolver uma parte da receita que seria utilizada para remunerar um agente autônomo, por exemplo”, explica Rafael Rodrigues, diretor de Investimentos do Banco Inter.

Plataforma Aberta Inter (PAI)

A Plataforma Aberta Inter é um marketplace de investimentos, que está disponível para todos os clientes do Banco Inter. Para entrar nela, basta acessar o aplicativo da conta.

Pela plataforma, os clientes possuem acesso a uma grande variedade de produtos de renda fixa e variável, próprios e de terceiros. Além disso, conta com um home brojer sem taxa de corretagem.

Confira este vídeo para saber mais sobre a PAI, do Banco Inter:

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Conheça a PAI Investimentos, a Plataforma Aberta do Banco Inter

O Banco Inter acaba de divulgar oficialmente para todos os seus clientes a sua Plataforma Aberta de investimentos. Ela é chamada de PAI Investimentos. De acordo com o Banco Inter, essa nova Plataforma vai permitir maior poder e autonomia para que os seus clientes invistam com uma melhoria significativa das ferramentas e opções em aplicações em investimentos de renda fixa e variável.

É provável que você também goste:

Diretor do Banco Inter diz que LCI tem vantagem sobre CDB.

Cartão BMG Card é bom para negativados, sem consulta ao SPC e Serasa.

Ocorreu um vazamento de dados de usuários do Nubank pelo WhatsApp?

Conheça a PAI Investimentos, a Plataforma Aberta do Banco Inter

Até o momento, somente alguns clientes já haviam percebido a inclusão da PAI Investimentos dentro do aplicativo, o que ocorreu alguns dias atrás. Agora, a novidade é para todos. Entretanto, para que você possa usufruir da nova função no aplicativo, é necessário fazer uma atualização. Portanto, é necessário atualizar seu aplicativo na Google Play Store para usuários Android e na App Store para donos de iPhone.

Por fim, cabe ressaltar que o Banco Inter possui uma das melhores taxas de rentabilidade oferecidas no mercado, sem utilizar intermediários e taxas escondidas. Agora, com a PAI Investimentos, a tendência é que melhore ainda mais!

"Banco

Confira os investimentos que você pode fazer na PAI Investimentos:

• Renda fixa: CDB, LCI/LCA, CRI/CRA e debêntures
• Fundos de investimento com cashback
• Ofertas públicas
• Previdência privada
• Home Broker 100% gratuito

Sobre o Banco Inter

O Banco Inter possui 24 anos de mercado e atuação em todo o território nacional. É o único banco 100% digital do país a oferecer uma conta totalmente isenta de tarifas. Ela serve como porta de entrada dos clientes para uma completa plataforma digital de serviços. O Inter foi o primeiro banco digital a abrir capital no Brasil, em abril de 2018, e está listado no Nível 1 da Bolsa de Valores (B3).

A instituição acredita que a relação das pessoas com seu banco pode ser mais simples, transparente e justa, e trabalha para essa transformação acontecer. Em dezembro de 2018, o banco contava com uma carteira de crédito de mais de R$ 3,3 bilhões, com patrimônio líquido de R$ 948 milhões e R$ 5,6 bilhões de ativos totais. Agora, com a PAI Investimentos, é muito mais opções para você.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe nossas notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Banco Inter realiza leilão de imóveis com preços abaixo de mercado

leilão de imóveis

O Banco Inter realiza nesta terça-feira (23), um leilão de imóveis localizados no estado de São Paulo. Os lances iniciais partem de 227 mil reais. São seis cidades do estado em que as propriedades estão disponíveis.

Banco Inter realiza leilão de imóveis com preços abaixo de mercado

leilão de imóveis

Para quem ainda possui o sonho de ter uma casa própria, esta é uma excelente oportunidade de aproveitar. Isso porque leilões possuem imóveis com valores abaixo de mercado.

É provável que você também goste:

Leilao online do Itaú e Santander dão descontos de até 49% em imóveis.

Caixa avaliará capacidade de pagar contas de luz e água para conceder Minha Casa Minha Vida.

O leilão começa hoje e terminará no dia 8 de maio, sendo que a Sold é a empresa responsável pelo processo.

As opções disponíveis são casas, salas comerciais e apartamentos. A instituição financeira digital oferece opção de parcelamento para o pagamento, além de disponibilizar imóveis com preços abaixo de mercado.

Quer participar do leilão de imóveis do Banco Inter?

Para quem tiver interesse em participar do leilão de imóveis, basta acessar o site da leiloeira responsável, Sold, via página eletrônica e conferir as oportunidades.

Para participar, no entanto, você precisará efetuar um cadastro no site. O leilão é online, crie o login e senha e você já estará habilitado a participar e acompanhar o processo.

Enfim, gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter, Instagram. Assim, acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.

Investidores ganham 2.000% com a maconha e tudo de forma legalizada

Investidores

Alguns investidores ganharam mais de 2.000% em poucos meses com um novo tipo de aplicação que vem provocando uma onda de euforia no mercado. Mesmo que os investidores não tenham muita informação a respeito, mais investidores passaram a colocar mais dinheiro nesta aplicação que, com isso, voltou a valorizar ainda mais. Contudo, analistas estão receosos e alertam para os riscos do setor. Até porque se trata de investimento em maconha.

Leia também:

Caixa avaliará capacidade de pagar contas de luz e água para conceder Minha Casa Minha vida.

Investidores ganham 2.000% com a maconha e tudo de forma legal

As informações são do site InfoMoney, que fiz que os investimentos na Cannabis foi inversamente proporcional à derrocada do mercado de criptomoedas. A moeda virtual sofreu uma grande desvalorização desde que os preços caíram em 2018. Mesmo que em 2019, ela tenha valorizado 41%, estando cotada a US$ 5.300, ela ainda está longe do recorde de US$ 20.089 atingido em 17 de dezembro de 2017.

A maconha está deixando muitos investidores entusiasmados com as suas diferentes oportunidades de investimento, do uso medicinal ao recreativo.

O mercado da cannabis dispara devido a essa grande euforia das notícias positivas. Isso lembra e muito o do bitcoin em 2017. Naquele ano, a moeda virtual disparou 1.300% pela empolgação dos novos investidores sobre a adoção deste ativo no mundo.

Já em 2018, o Canadá se tornou o segundo país a liegalizar a maconha para uso recreativo, depois do Uruguai. Em contrapartida, a cannabis medicinal já é liberada em vários países.

Mesmo que a produção seja bastante controladado pelos governos, os especialistas projetam números bilionários em vendas. Por exemplo, segundo a Deloitte, as vendas legais de maconha no Canadá devem chegar a US$ 4,3 bilhões este ano, enquanto a Cowen & Co. aponta que, se o governo norte-americano legalizar o mercado, as vendas nos EUA poderiam chegar a US$ 80 bilhões até 2030.

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhe notícias sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.