Segundo pesquisa realizada pela Elo, empresa de cartões de crédito e de débito, as compras com cartões durante a crise do coronavírus diminuíram. De acordo com o levantamento, transações com cartões de débito ou crédito caíram durante esse período de isolamento social. Confira mais detalhes nessa matéria.

É provável que você também goste:

Brasileiros começam a receber auxílio emergencial de até R$ 1200 a partir de terça-feira.

Paulo Guedes quer congelamento do salário de servidores por dois anos.

Link no WhatsApp permite conferir se você tem direito ao auxílio emergencial do coronavírus?

A queda no uso de cartões ocorreu, principalmente, em segmentos como turismo (-80%), vestuário (-78%), bares e restaurantes (-59%) e postos de combustíveis (-31%). Por outro lado, setores como supermercados (+25%) e farmácias (+10%) apresentaram aumento nas vendas com cartões de crédito e débito.

Além disso, a pesquisa identificou mudanças nos perfil dos gastos com cartões de 19 de março a 1º de abril em comparação ao período de 5 de janeiro a 22 de fevereiro, nas cidades de São Paulo e no Rio de Janeiro. Conforme a análise, nas compras em geral, houve redução de 21% em vendas realizadas com cartão de débito; enquanto que, nas compras feitas com cartões de crédito, a queda foi de 36%.

E-commerce também foi afetado pela crise de coronavírus

Surpreendentemente, as vendas com cartões de crédito e débito por e-commerce (comércio virtual) também apresentaram queda no período analisado. Segundo a pesquisa divulgada pela Elo, essa queda em vendas com cartões por e-commerce foi de 13%. Esse resultado sugere que a queda nas vendas não em estabelecimentos comerciais físicos não ocorreu apenas porque as pessoas estão saindo menos de casa, mas também por causa de uma possível redução na renda. Afinal, se o problema fosse apenas sair de casa, as vendas pela internet deveriam ter aumentado, o que não é apontado pela pesquisa.

No entanto, alguns segmentos registraram aumento nas transações online durante a crise de coronavírus. As vendas por e-commerce com cartões em bares e restaurantes, por exemplo, cresceram 106% (ou seja, mais que dobraram). Outros segmentos que apresentaram crescimento nas vendas online por cartão foram supermercados (+45%), lojas de departamento (+13%) e farmácias (+5%).

Por fim, vale destacar que a pesquisa foi realizada com base na carteira de clientes da Elo. A empresa possui mais de 132 milhões de cartões emitidos.

Fonte: Folhapress

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: ESB Professional, via Shutterstock.