Você está precisando de dinheiro para quitar as suas dívidas? Precisa de dinheiro para fazer uma reforma ou para comprar um carro novo? Independente do motivo, é necessário tomar muito cuidado para não acabar em alguma cilada. Pensando nisso, elencamos aqui neste artigo 4 top dicas para fazer um empréstimo pessoal sem se afundar ainda mais. Confira!

Leia também:

4 melhores cartões de crédito sem anuidade da Visa.

Truque para transformar o seu saldo no PicPay em dinheiro.

Confira 4 dicas para fazer um empréstimo pessoal sem se afundar ainda mais

1) Conheça as taxas de juros

As taxas de juros é o primeiro critério a se analisar. Contudo, na maioria das vezes, as pessoas costumam apenas saber o valor da parcela e se a mesma cabe no seu bolso. Portanto, prefira o crédito consignado, o empréstimo com garantia do FGTS na Caixa Econômica Federal, ou ainda empréstimo com garantia de imóvel ou veículo. Estas modalidades oferecem as menores taxas de juros, justamente pelo fato do banco ter a garantia de receber as parcelas.

Se você é aposentado, servidor público, militar das forças armadas, ou até mesmo trabalhador com carteira assinada, é possível fazer uma simulação no site da bxblue e fazer o seu empréstimo online entre os seus parceiros.

2) Saiba se a parcela cabe no orçamento

Outro critério importante a se considerar é se a parcela cabe no seu orçamento. No caso dos empréstimos consignados, isso é garantido pela margem consignável. Com isso, no máximo 30% do salário ou benefício pode ser comprometido com uma parcela de empréstimo. Entretanto, se você optar em fazer um empréstimo pessoal com algum banco, pode ser que ofereçam um empréstimo com parcelas acima deste percentual. Aí que é necessário ter cautela, para evitar o endividamento.

3) Analise se a instituição é confiável

Não aceite fazer um empréstimo pessoal com uma instituição desconhecida. Portanto, vá diretamente no site do Banco Central do Brasil e confira se a mesma é autorizada. Você precisa verificar o CNPJ e se a empresa encontra-se ativa e em pleno funcionamento. Isso pode ser feito no site da Receita Federal do Brasil. Adicionalmente, não esqueça de pesquisar pela reputação da empresa, em sites como Reclame Aqui.

4) Garanta que não é nenhuma fraude

Preste muita atenção na forma como você encaminha os seus documentos. Se for por e-mail, WhatsApp, e se solicitarem depósito antecipado, desconfie. Conforme já publicamos em algumas matérias anteriormente, vários golpes são praticados e você precisa tomar muito cuidado para não ser a próxima vítima.

Considerações finais

Se você adotar todas essas precauções, é muito difícil de se enrolar com altas taxas de juros que comprometam o seu orçamento severamente. Ou ainda, deixar se envolver com eventuais fraudes, que podem piorar ainda mais a sua situação.

Sobre o autor Ver todos os posts

EDUARDO MENDES

Sou um entusiasta da tecnologia, que também aprecia inovação, empreendedorismo, além de Fintechs e as suas facilidades.
Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e fundador dos sites Optclean Tecnologia, Conexão Estudante e Seu Crédito Digital.

Comentários no Facebook