Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Covas tinha grande e promissora liderança política, cita presidente do Itaú

O presidente do Itaú, Milton Maluhy Filho, cita a promissora liderança política de Bruno Covas ao lamentar a morte do prefeito de São Paulo,

0

A morte do prefeito Bruno Covas, na manhã do último domingo (16), gerou verdadeira comoção no país. Covas era uma figura política importante, que herdou um legado de liderança e valores de seu avô Mário Covas. As lamentações foram tantas, que os executivos de bancos prestaram seus votos sobre a morte do prefeito. Inclusive o presidente do Itaú, que ressalta a promissora liderança política de Covas.

É provável que você goste também

Nubank muda sua marca e anuncia mudanças no aplicativo

A taxa de empréstimo pessoal está mais cara no Itaú, aponta Procon

Bradesco: Executivos citam que Covas deixou legado de coerência política

Covas tinha grande e promissora liderança política, cita presidente do Itaú

Diante da morte do prefeito de São Paulo, muitas foram as lamentações a respeito da sua partida precoce. Dentre elas, o presidente do Itaú Unibanco, Milton Maluhy Filho, cita que o banco recebeu a notícia com profundo pesar. 

De acordo com a nota publicada por Maluhy Filho, “jovem e extremamente ativo, mesmo travando uma luta pessoal contra a doença, Bruno se dedicou até o último dia à missão de administrar a maior cidade da América Latina”.

Por fim, o presidente do Itaú afirma que o país perdeu uma promissora liderança política, ao dizer que “o Brasil perde uma de suas mais promissoras lideranças políticas.”

Bruno Covas (PSDB), tinha 41 anos, e desde 2019 lutava contra o câncer. Naquele mesmo ano, a doença afetava o trato digestivo do prefeito. Entretanto, nas últimas semanas, novos exames constataram que os tumores haviam se espalhado pelo fígado, ossos da bacia e coluna vertebral.

Covas estava internado na UTI desde o dia 03 de maio. Já na manhã da última sexta-feira (14), o estado do prefeito piorou, pois o fígado parou de cumprir suas funções. Dessa forma, o prefeito foi sedado, pois não suportaria as dores. Na noite desse mesmo dia, o Hospital Sírio-Libanês anunciou o boletim de quadro irreversível. Com isso, na manhã do último domingo, o prefeito de São Paulo faleceu.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Assim, é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram Twitch. Contudo, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

imagem: ettore chiereguini / shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...