Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Elon Musk aconselha a como fugir da inflação

0

Na segunda-feira (14), Elon Musk, o CEO da Tesla e da SpaceX, usou sua conta no Twitter para dar conselhos relacionados a aquisições em meio ao período de inflação.

Apesar do que foi dito, Musk, que é uma das pessoas mais ricas do mundo, ainda fez uma ressalva sobre sua participação no mundo dos criptoativos. 

É provável que você também goste:

Governo estuda congelar preços dos combustíveis para conter inflação

Criptomoedas entram mesmo na declaração do Imposto de Renda 2022?

O que disse Elon Musk?

O CEO da Tesla e da SpaceX fez um thread no Twitter discutindo sobre a inflação. Confira a publicação de Elon Musk e a tradução. 

Tradução:

“Como princípio geral, para aqueles que procuram conselhos neste tópico, geralmente é melhor possuir coisas físicas como uma casa ou ações de empresas que você acha que fazem bons produtos, do que dólares quando a inflação é alta. Eu ainda tenho e não vou vender meu Bitcoin, Ethereum ou Doge”. 

Qual a relação entre Elon Musk e as moedas virtuais?

Musk é um defensor ativo das moedas virtuais, mas esse apoio tem suas ressalvas. O empresário tem um apreço pelo dogecoin (uma criptomoeda similar ao bitcoin) e já falou sobre a relevância do mesmo com pessoas importantes da indústria de tecnologia.

Segundo o Business Insider, a Tesla informou que realizou a compra de cerca de US$ 1,5 bilhão em bitcoin. Portanto, a aquisição da criptomoeda teria ocorrido no começo de 2021, para ser utilizada como proteção contra a inflação. 

Aquisições de Musk ao longo dos anos

Ao longo dos anos, Elon Musk chegou a comprar mais de US$ 100 milhões em imóveis residenciais na Califórnia. 

No entanto, após anunciar em maio de 2020 que tinha planos de vender quase todos os seus pertences físicos, ele também se desfez de boa parte de suas propriedades, vendendo a última casa em dezembro de 2021. 

Inflação nos Estados Unidos

A inflação nos Estados Unidos bateu um novo recorde em fevereiro, com 7,9% em um ano, sendo a maior já vista desde 1982. Esse salto é de 7,5% na comparação com o mês de janeiro. 

Atualmente, o mundo vem sentindo os impactos da guerra entre Rússia e Ucrânia, como já era esperado por muitas pessoas. No Brasil, a alta nos preços dos combustíveis tem gerado debates e até mesmo memes na Internet. 

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: john smith williams / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar