Cada vez mais as instituições financeiras oferecem créditos e opções de empréstimos aos consumidores. E quando se fala em modalidades de baixo risco (a exemplo do empréstimo consignado), o atrativo para os bancos é ainda maior. Para quem não sabe, um empréstimo consignado pode ser cedido a funcionários públicos, aos que trabalham com carteira assinada, ou ainda para pensionistas ou aposentados do INSS. Este é o público escolhido, pois o pagamento ao banco é feito através de desconto na folha de pagamento.
Portanto, é de se esperar que as instituições tenham baixíssimos riscos de inadimplência, não é mesmo? Por este motivo, esta modalidade torna-se uma forma de os bancos obterem grandes lucros. E quando se fala em aposentados, os atrativos são ainda maiores! Entretanto, agora os bancos somente poderão oferecer empréstimo consignado após seis meses da aposentadoria. Confira mais detalhes sobre essa mudança.

Leia também:

Previdência Privada PGBL ou VGBL: qual a melhor opção para você?

Caixa vai criar nova empresa para dar microcrédito a cliente baixa renda.

Caixa vai emprestar menos dinheiro para grandes empresas e mais para clientes baixa renda

Empréstimo consignado poderá ser feito somente 6 meses após a aposentadoria

O que mudou?

Em Dezembro de 2018, o INSS resolveu autorizar o crédito apenas para aposentados com mais de 6 meses de benefício. Tal iniciativa se deu pelo excesso de ofertas e propagandas aos que tinham acabado de se aposentar. Ou pior, incluindo aqueles que ainda nem estavam recebendo o benefício. Todos nós já passamos por isso, ou conhecemos alguém que recebe inúmeros telefonemas e/ou emails de bancos e instituições financeiras, oferecendo empréstimos e créditos, mesmo que não tenhamos buscado por eles.

Depois da nova regra, os bancos devem esperar 6 meses para começar a oferecer as opções de crédito, e com isso, espera-se que o número de reclamações diminuam. Caso o aposentado precise do benefício, depois de 90 dias após o recebimento da primeira aposentadoria, o mesmo pode buscar desbloquear o crédito e solicitá-lo.

Qual o problema?

Embora alguns beneficiários se incomodem pelo excesso de ofertas, outros poderiam estar esperando pela aposentadoria para solicitar um crédito a baixos juros. Sendo assim, muitas pessoas podem sair perdendo!
Espera-se também que haja um impacto negativo na economia. Isso porque o número de créditos concedidos a este público é bem grande, e tem crescido drasticamente ano após ano.

Enfim, gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto de fintechs.