O empréstimo do FGTS que foi recentemente liberado pela Caixa Econômica Federal pode equivaler à metade do saldo nas contas do trabalhador. O crédito pessoal consignado tem a garantia dos recursos do FGTS. Portanto, é mais garantido para as instituições financeiras. A Caixa aprovisiona 10% do saldo mais a multa de 40% sobre o Fundo de Garantia, em caso de demissão sem justa causa. Por enquanto, somente a Caixa disponibiliza o empréstimo. Contudo, mais instituições poderão aderir.

Conheça o cartão PagPronto Mastercard sem consulta ao SPC e Serasa.

Empréstimo do FGTS: você pode solicitar o equivalente a 50% do saldo

Primeiramente, caso o empregado tenha R$ 10 mil na sua conta do FGTS, terá direito a obter um empréstimo de até R$ 5 mil. O cálculo considera 10% do saldo, mais 100% do saldo em caso de demissão sem justa causa.

Entretanto, existem algumas regras para a liberação do empréstimo. Confira logo abaixo:

  1. Depende de convênio ativo da empresa com a Caixa;
  2. É necessário ter conta na instituição e portanto, também receber o salário através dela;
  3. Precisa estar empregado na mesma empresa há pelo menos 12 meses;
  4. É preciso possuir saldo no FGST que cubra o valor total do empréstimo;
  5. O valor da parcela não pode superar 30% do salário bruto.

Para solicitar o seu empréstimo, é necessário conferir se a sua empresa possui convênio ativo com a Caixa. Ademais, a taxa de juros varia de 2,63% a 3,5% ao mês, dependendo do convênio.

Confira algumas simulações de empréstimo do FGTS de acordo com o saldo:

Saldo no FGTS: R$ 10 mil

10% do saldo: R$ 1 mil
Multa de 40%: R$ 4 mil
Taxa de juros: 2,63%
Valor máximo do empréstimo: R$ 5 mil
Empréstimo em 24 meses: parcela de R$ 283,60
Empréstimo em 48 meses: parcela de R$ 184,59

Saldo no FGTS: R$ 20 mil

10% do saldo: R$ 2 mil
Multa de 40%: R$ 8 mil
Taxa de juros: 2,63%
Valor máximo do empréstimo: R$ 10 mil
Empréstimo em 24 meses: parcela de R$ 567,19
Empréstimo em 48 meses: parcela de R$ 369,19

Saldo no FGTS: R$ 30 mil

10% do saldo: R$ 3 mil
Multa de 40%: R$ 12 mil
Taxa de juros: 2,63%
Valor máximo do empréstimo: R$ 15 mil
Empréstimo em 24 meses: parcela de R$ 850,79
Empréstimo em 48 meses: parcela de R$ 553,78

Saldo no FGTS: R$ 40 mil

10% do saldo: R$ 4 mil
Multa de 40%: R$ 16 mil
Taxa de juros: 2,63%
Valor máximo do empréstimo: R$ 20 mil
Empréstimo em 24 meses: parcela de R$ 1.134,38
Empréstimo em 48 meses: parcela de R$ 738,38

Saldo no FGTS: R$ 50 mil

10% do saldo: R$ 5 mil
Multa de 40%: R$ 20 mil
Taxa de juros: 2,63%
Valor máximo do empréstimo: R$ 25 mil
Empréstimo em 24 meses: parcela de R$ 1.417,98
Empréstimo em 48 meses: parcela de R$ 922,97

Por fim, todos os cálculos foram realizados com a Calculadora do Cidadão, no site do Banco Central do Brasil. Portanto, caso queira simular, pode utilizar o link descrito aqui no post.

Gostou da notícia?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Por fim, acompanhe nossos artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.