Especialista em segurança alerta que o CPF é a chave mais segura do PIX

0

Com a entrada em vigor do Pix, em novembro de 2020, preocupações sobre a segurança das chaves do Pix, começam a surgir. De acordo com informações do Banco Central do Brasil, até a última sexta-feira (16), mais de 40 milhões de chaves já haviam sido geradas. Para o especialista em segurança da Kaspersky no Brasil, Fabio Assolini, mesmo que o cliente do banco possa escolher entre a chave que entender ser mais funcional para o uso pessoal, o número do Cadastro Nacional de Pessoa Física (CPF) ainda é considerado a alternativa mais confiável.

É provável que você também goste:

Banco Inter vai dar cashback turbinado por 1 ano para quem cadastrar chaves do Pix

Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank, fala sobre possível venda da fintech

Banco Inter alfineta Nubank em ação de marketing inusitada

O CPF é a chave mais segura do PIX

“O dado mais seguro é o CPF porque ele não vai mudar, por isso é considerado a chave mais valiosa.

Em entrevista à CNN, o especialista ressalta que você pode perder e-mails e celular no caso de um ataque cibernético, mas o CPF não, porque ele não vai mudar.

Assolini destacou ainda que, mesmo que as chaves sejam utilizadas para intermediar transações em dinheiro, muitos golpistas da atualidade ainda roubam dados pessoais e bancários para aplicar fraudes mais vantajosas no futuro, neste caso, não muito distante, considerando que o PIX poderá ser usado a partir do dia 16 de novembro.

“As chaves problemáticas são o e-mail e o número de telefone, porque sabemos que existem golpes aos quais os fraudadores conseguem desativar o número do celular e ativá-lo em outro chip e isso é preocupante”, alertou.

Dessa forma, para que as fraudes possam ser evitadas, o especialista em segurança recomenda que os usuários das chaves PIX realizem todos os cadastramentos propostos, mesmo que não haja o interesse de utilizá-los imediatamente.

“Do ponto de vista de segurança, estamos orientando para fazer o cadastro das chaves.

Primeiramente, para descobrir se alguma instituição financeira fez o cadastro sem sua aprovação e, segundo, para impedir que os fraudadores possam cadastrar a chave sem seu conhecimento”.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Imagem: Divina Epiphania/shutterstock

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar