Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Está endividado? Prazo para negociar no Desenrola acaba segunda-feira (20)

Quer renegociar suas dívidas através do Desenrola Brasil e não sabe como? Aproveite, pois as condições especiais do governo terminam dia 20.

O prazo final para devedores se beneficiarem das condições favoráveis do Programa Desenrola Brasil está se aproximando rapidamente. De acordo com calendário definido pelo Ministério da Fazenda, a data limite para renegociar dívidas na Faixa 1 é segunda-feira, 20 de maio.

Desde a sua implementação, em outubro de 2023, o programa já impactou significativamente a vida de milhões de brasileiros, com 14,75 milhões de pessoas renegociando um total de aproximadamente R$ 51,7 bilhões em dívidas. Saiba mais!

Desmentindo fake news

Imagens de notas de real, moedas e uma calculadora.
Imagem: rafastockbr / shutterstock.com

Com a proximidade do fim do prazo para a renegociação das dívidas, o Ministério da Fazenda esclareceu duas informações falsas que circulam sobre o programa. Uma delas afirma que os beneficiários do Desenrola Brasil não perdem nenhum benefício social ao participar da renegociação, enquanto a outra sugere que os nomes dos participantes não serão incluídos em cadastros restritivos do Banco Central.

No entanto, o relatório do sistema Registrato do Banco Central não constitui um cadastro restritivo, mas sim uma compilação das dívidas bancárias, empréstimos e financiamentos, tanto em dia quanto em atraso. Isso permite aos cidadãos acompanharem todo o seu histórico financeiro em um único lugar, auxiliando na prevenção contra fraudes.

Dessa forma, as dívidas renegociadas pelo Desenrola serão listadas nesse relatório, juntamente com outras obrigações financeiras, mas apenas o titular terá acesso a essas informações, com os bancos visualizando apenas os dados consolidados mediante autorização.

Condições da Faixa 1 e descontos atraentes

A Faixa 1 do Programa Desenrola Brasil atende aqueles com renda de até dois salários mínimos ou inscritos no Cadastro Único (CadÚnico). Essa fase abrange dívidas contraídas entre janeiro de 2019 e dezembro de 2022, limitadas a um valor máximo de R$ 20 mil cada, após os descontos oferecidos pelo programa.

Os descontos oferecidos são substanciais, com uma média de 83% sobre o valor das dívidas, podendo chegar a mais de 96% em algumas situações, de acordo com o Ministério da Fazenda. Os devedores têm a opção de efetuar o pagamento integralmente ou parcelar o montante, sem entrada, em um período de até 60 meses.

Ampla cobertura e facilidade de acesso

O Programa Desenrola Brasil abrange não apenas dívidas bancárias, como também contas atrasadas em áreas como educação, serviços públicos (energia, água, telefonia) e comércio varejista. A plataforma do Programa oferece a flexibilidade de parcelamento da renegociação, mesmo com bancos nos quais o devedor não possui conta, permitindo a escolha da opção de pagamento mais vantajosa.

Para aqueles com múltiplas dívidas, é possível consolidar todos os débitos em uma única negociação, seja por meio de pagamento integral em um único boleto ou PIX, ou financiamento do valor total no banco de preferência.

Veja também:

Prazo para MEIs entregarem a declaração é prorrogado no RS; saiba mais

Para acessar o Desenrola Brasil, é necessário possuir uma conta Gov.br, sendo que todos os tipos de contas — bronze, prata e ouro — têm acesso às ofertas de negociação e opções de parcelamento. Em caso de preferência por canais parceiros, o uso da conta Gov.br não é obrigatório.

Imagem: Varavin88 / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital