Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Famílias do Rio Grande do Sul já estão recebendo auxílios; valor pode chegar a R$ 14,5 mil

Programas sociais e liberação do FGTS podem injetar até R$ 14,5 mil na renda dos afetados no Rio Grande do Sul.

Diante das devastadoras enchentes que assolaram diversas áreas do Rio Grande do Sul, o governo federal tomou medidas emergenciais, como a antecipação dos pagamentos do Bolsa Família e do Auxílio Gás, visando assistir prontamente as famílias mais impactadas.

Adicionalmente, os programas sociais implementados pelo governo federal e pelo estado do Rio Grande do Sul, em conjunto, têm potencial para fornecer um suporte financeiro significativo, estimado em até R$ 14,5 mil, para os afetados.

Esta quantia abrange, entre outros benefícios, a liberação de uma parcela do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), o qual é de direito do segurado, mas frequentemente fica retido, e agora será disponibilizado em parte às vítimas dessa tragédia.

Compreendendo a situação atual e os benefícios liberados para as famílias

Cédulas de 50 envoltas em elástico amarelos, notas de 100 reais e moedas
Imagem: rafastockbr / shutterstock.com

As enchentes, que deslocaram milhares e causaram enormes prejuízos materiais, levaram o governo a liberar recursos de forma mais ágil.

Normalmente distribuídos seguindo o final do Número de Identificação Social (NIS) dos beneficiários, os pagamentos desta vez foram realizados integralmente para acelerar o suporte aos cidadãos do estado.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, cerca de 620 mil famílias no estado serão beneficiadas, com um valor médio de R$ 672,74 para o Bolsa Família e uma parcela de R$ 100 para o Auxílio Gás.

Quais outros apoios estão sendo oferecidos ao Rio Grande do Sul?

Para complementar as iniciativas federais, o governo estadual do Rio Grande do Sul está lançando uma série de benefícios destinados aos afetados pelas enchentes. Um exemplo é o Auxílio Reconstrução, que promete fornecer um auxílio significativo de R$ 5,1 mil por meio de transferências via Pix para famílias que sofreram danos graves em suas residências devido às inundações.

No entanto, é importante ressaltar que ainda não há uma data definida para o início desses pagamentos.

Projetos estaduais e FGTS

Por meio do projeto SOS Enchentes, cada família impactada receberá uma doação única de R$ 2 mil, enquanto o programa Volta Por Cima irá repassar R$ 2,5 mil para cada lar que tenha sido desabrigado ou desalojado.

É relevante notar que desde a última quinta-feira (16), a Caixa Econômica Federal iniciou a aceitação de solicitações para o saque antecipado do FGTS em 17 municípios afetados pelas enchentes. Esse saque terá um limite de até R$ 6.220 por pessoa. Esta medida visa oferecer um alívio financeiro imediato às vítimas das inundações.

Implicações fiscais e trabalhistas para os atingidos pelas enchentes no Rio Grande do Sul

Os contribuintes do Rio Grande do Sul afetados pelas enchentes terão prioridade na restituição do Imposto de Renda, com os pagamentos sendo realizados no dia 31 de maio.

Veja também:

Grande notícia para donos de cartão de crédito C6 Bank; confira a novidade

Ademais, o governo já começou a liberar o abono salarial para trabalhadores nascidos entre julho e dezembro, conforme os dias trabalhados em 2022, que é o ano-base para o cálculo do benefício.

Imagem: Studio Maya / Shutterstock.com