Faturamento de franquias cresce até 10% em 2019. Conheça os segmentos mais rentáveis para investir

0

A Associação Brasileira de Franchising – ABF revelou ontem (06) que o faturamento do setor nacional de franquias cresceu em média 6,8% em 2019. De acordo com o presidente da ABF, André Friedheim, resultado ficou dentro da meta, que estava estipulada em +7%.

É provável que você também goste:

Projeto de lei proíbe banco de cobrar tarifa por serviço não usado pelo cliente, como o cheque especial.

Notas de dinheiro podem disseminar ainda mais o coronavírus

Faturamento de franquias cresce até 10% em 2019

Ao todo, o faturamento total elo mercado de franquias evoluiu de R$ 174,843 bilhões para R$ 186,755 bilhões. Todavia, alguns segmentos tiveram maior faturamento do que outros.

Alguns fatores contribuíram para o incremento registrado no setor. A abertura de lojas, as vendas na Black Fridfay, a liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, ajudaram no crescimento.

Além disso, a Pesquisa de Desempenho do Franchising Brasileiro em 2019 mostra que também houve expansão de 4,6% no número de empregos diretos gerados pelo franchising, alcançando 1.358.139 trabalhadores empregados. Ademais, o aumento das contratações em relação a 2018 está relacionado ao movimento de expansão das marcas, aos efeitos positivos da reforma trabalhista e à recuperação gradual da economia, também segundo Friedheim.

Friedheim ainda afirma que as contratações terão continuidade ao longo deste ano, e a geração de empregos formais deve crescer 5%, “porque o crescimento do mercado e do número de operações reflete no aumento do emprego”.

Segmentos

A pesquisa revelou que houve crescimento de receita nos 11 segmentos de franquias acompanhados pela ABF. Os grupos comunicação, informática e eletrônicos e casa e construção tiveram alta de 10% no faturamento, cada um. Friedheim disse que os dois segmentos foram favorecidos pelo reaquecimento, ainda que moderado, da economia. “Foram os que tiveram melhor performance comparada”.

O setor de serviços e outros negócios (8,3%) obteve o segundo melhor desempenho em 2019, refletindo o aumento da demanda por serviços, de forma geral, e foi seguido pelo das franquias de crédito e serviços financeiros. Entretanto, os segmentos de saúde, beleza e bem-estar e de serviços automotivos aparecem na quarta posição, com crescimento de 7,2%, cada. “Foram os segmentos que mais se destacaram no mercado”, afirmou Friedheim.

Ao longo de 2019, o número de unidades cresceu 4,7%, somando 160.958 operações no Brasil. A taxa de abertura de unidades de franquias atingiu 9,2% no período, contra 5,2% no ano anterior. O número de marcas subiu 1,4% em 2019, superando o índice de 1,1% apurado no ano anterior e totalizando 2.918 redes de franquias em atuação no Brasil. Entre os fatores que contribuíram para a alta estão o lançamento de novas marcas e a adesão de grandes e tradicionais empresas ao mercado de franquias.

Projeções para 2020

Para 2020, a ABF estima uma expansão de 8% na receita do setor. “A gente acredita que o franchising, que hoje representa 2,6% do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país) brasileiro, pode chegar, até o final do ano, a 2,8% do PIB. A gente quer ser mais representativo no mercado”, ressaltou o presidente da associação.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Fonte: Isto É Dinheiro
Imagem: Tashatuvango via shutterstock

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais