Será que é mesmo necessário você correr aos supermercados para fazer estoque devido ao Coronavírus? O presidente da Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj), Fábio Queiróz, alertou que não necessidade de uma corrida aos supermercados. “Não precisa haver correria aos supermercados”, afirmou.

É provável que você também goste:

Auditores criticam flexibilização de contratos de trabalho em startups

82,2% dos inadimplentes no SPC/SERASA sofreram impacto emocional negativo pelas dívidas.

CMN facilitará renegociação de empréstimos de empresas e famílias por causa do coronavírus.

É mesmo necessário você correr aos supermercados e fazer estoque devido ao Coronavírus?

Ontem (15), teve um movimento atípico para um domingo, pois estabelecimentos ficaram cheios de compradores que temiam enfrentar problemas de desabastecimento. “Hoje a gente teve um movimento acima do normal para um domingo, mas já com uma procura bem menor. Isso é muito importante. A gente teve as lojas menos cheias. Estamos massificando a informação e reforçando o apelo de que o consumidor não faça uma corrida desenfreada para as lojas. Não há necessidade disso”, reafirmou em entrevista à Agência Brasil.

Portanto, você não precisa fazer estoque, pois os supermercados estão preparados para atender a demanda. O único produto atualmente que está com dificuldade de reposição é o álcool em gel, que teve um aumento muito grande na procura e as fornecedoras não conseguem atender a demanda na mesma velocidade.

Além disso, é hora de que se evite aglomerações para não se alastrar ainda mais o coronavírus.

“A gente gosta de vender, mas esse não é o momento. Agora é hora de evitar aglomerações para que a gente não chegue ao isolamento social, que é o caos e a falência do sistema de saúde”, disse.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Hayden Stirling/Shutterstock.