Fazer transferência pelo sistema Pix é seguro? Saiba qual a melhor chave

0

Você está na dúvida se fazer transferência pelo sistema Pix é seguro? E qual a chave Pix mais segura para cadastrar no seu banco? Neste artigo vamos conversar sobre segurança, e qual a mais indicada e por quê. 

O sistema das chaves Pix chegou para revolucionar os procedimentos de pagar, receber e transferir dinheiro. A medida em que elas têm ganhado espaço na vida financeira do ser humano, algumas dúvidas têm surgido, como por exemplo, qual a chave Pix mais indicada a ser usada. E sim, ao falarmos de segurança, essa deve ser uma questão muito importante a ser considerada.

É provável que você também goste:

Descubra por que o Banco Inter não cobra tarifas de seus clientes?

Banco Inter vai dar cashback turbinado por 1 ano para quem cadastrar chaves do Pix

O que acontece se cadastrar a mesma chave Pix em mais de um banco?

O que são as chaves Pix?

Tendo previsão de início de funcionamento na metade de novembro de 2020, as chaves Pix foram criadas pelo Banco Central, e serão um novo meio de pagamentos. O Pix será um meio de pagamento, assim como TED ou DOC, que será oferecido como uma opção pelos apps dos bancos.

Dessa forma, caso você prefira, pode continuar fazendo suas transferências da forma tradicional, porém, o Pix oferece algumas vantagens, como:

  • O dinheiro entra na hora: as transações são instantâneas e funcionam todos os dias da semana, o que inclui finais de semana e feriados.
  • Diferentemente do TED e DOC para pessoas físicas, o Pix é gratuito. 
  • As chaves Pix, nada mais são um apelido, que auxiliam na hora de fazer uma transferência. Dessa forma, ao invés de dar todos os seus dados bancários, você informa somente a sua chave cadastrada.

Fazer transferência pelo sistema Pix é seguro?

Devido a toda a facilidade e inovação que as chaves Pix irão disponibilizar, é normal que algumas desconfianças e medos apareçam. Uma das dúvidas é com relação a segurança do procedimento. 

Assim como um TED ou DOC, fazer um Pix é seguro. Vale ressaltar, que esse sistema tem camadas de autenticação e criptografia, bem como as camadas de segurança dos próprios aplicativos dos bancos – tais como a senha e/ou biometria.

Outra dúvida que surge, é com relação à conferência dos dados na hora de efetuar a transferência. É importante que você leve em conta, que digitar uma chave Pix é muito mais fácil e seguro do que digitar todas as informações bancárias.

Além disso, quando você digitar a chave, o sistema irá te mostrar o nome e alguns dígitos do CPF ou CNPJ da conta que irá receber o dinheiro. Assim, você terá toda a segurança para efetuar a operação.

Afinal, qual a chave mais segura?

Agora que você já sabe que a chave Pix é segura, e que é possível conferir os dados antes de realizar a operação de transferência/pagamento, resta saber, qual a chave mais segura que você pode cadastrar.

Atualmente, você tem como opção de cadastro de chave Pix, o seu CPF/CNPJ, número de telefone celular, e-mail ou qualquer outra chave aleatória. Mas qual delas é a mais indicada? É unânime entre os especialistas, que a chave Pix mais segura é o CPF. 

Mas por que o CPF? Ele é atualmente a chave Pix mais valiosa e segura, pois o CPF é pessoal e intransferível. Ou seja, ele não vai mudar, enquanto que o e-mail e o número de celular você pode mudar. 

Além disso, deve ser levado em conta, que e-mails e números de celular podem sofrer algum ataque cibernético – alguém pode desativar o seu número e ativá-lo em outro chip, ou ainda, hackear seu e-mail. E quanto à chave aleatória, você pode esquecê-la.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter e Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar