Cuidado: golpe do auxílio emergencial usa aplicativo falso

0

Os beneficiários do auxílio emergencial devem ficar atentos aos golpes que têm acontecido. Além disso, até mesmo pessoas que não solicitaram ou nem receberam o benefícios podem ser vítimas do golpe do auxílio emergencial.

Para evitar este problema, portanto, é necessário tomar alguns cuidados. Dessa forma, o CPF das pessoas não será mais usado em transações não autorizadas, bem como o valor do auxílio emergencial não será transferido incorretamente. Entenda nessa matéria como evitar o golpe do auxílio emergencial.

É provável que você também goste:

Serasa anuncia desconto de até 90% para inadimplentes quitarem suas dívidas

Apoie pela internet o Projeto de Lei do Auxílio Emergencial para aposentados

Clientes do Nubank agora podem enviar e receber dinheiro pelo WhatsApp

Cuidado: golpe do auxílio emergencial usa aplicativo falso

Os beneficiários do auxílio emergencial, além de se preocupar com datas para depósito e saques do dinheiro, precisam tomar cuidado com o golpe do auxílio emergencial. Na verdade, até mesmo os brasileiros que não receberam o benefício ou nem mesmo solicitaram o auxílio podem ser vítimas.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, responsável pelo pagamento do benefício aos brasileiros, o golpe do auxílio emergencial pode ser evitado com alguns cuidados. Assim, o CPF das pessoas não será mais utilizado em fraudes.

Golpistas se aproveitam de distrações das vítimas

O golpe do auxílio emergencial, assim como outras fraudes bancárias, acontece quando as pessoas descuidam de informações pessoais ou acessam sites e aplicativos suspeitos.

Muitas vezes os golpistas acabam se aproveitando de momentos de distração das vítimas para ter acesso a números de documentos, senhas ou outros dados através dos sites ou aplicativos falsos.

Para você que é beneficiário do auxílio emergencial, fique atento aos canais oficiais da Caixa Econômica Federal:

Portanto, a melhor forma de se proteger do golpe do auxílio emergencial é prestando atenção aos canais acessados.

Se você fizer o download de um aplicativo suspeito, que não tem avaliações positivas na loja de aplicativo do seu celular, ou então que possui poucos downloads, já é possível desconfiar. Afinal, o aplicativo verdadeiro do auxilio emergencial certamente já foi baixado por milhares de pessoas.

Além disso, se você estiver em dúvida, peça ajuda para alguém de confiança que entenda mais de tecnologia. Mas lembre-se: o ideal é não compartilhar seus dados pessoais com ninguém.

Aplicativos falsos não são a única forma de cair em um golpe

Além do acesso a aplicativos suspeitos e dp compartilhamento de informações pessoais, as pessoas também podem sofrer o golpe do auxílio emergencial de outras formas.

Por meio de cliques em propagandas e anúncios de sites sem procedência, as pessoas podem acabar abrindo as portas de seus computadores e celulares para os chamados malwares. Malwares são programas que invadem o seu aparelho para encontrar e roubar dados do seu computador, por exemplo.

Com os dados em mãos, os golpistas podem tentar fazer a inscrição no auxílio emergencial, ou aplicar os mais diversos golpes eletrônicos. Portanto, para não cair no golpe do auxílio emergencial é preciso estar sempre atento, mesmo que você não receba o valor de R$ 600 ou R$ 1.200 do governo federal.

Como verificar a situação do CPF online

A maneira mais prática e rápida de consultar a situação do seu CPF é pelo site da Dataprev. Neste site, é possível entender se o seu CPF foi utilizado irregularmente para alguma atividade financeira. A Dataprev é a empresa de tecnologia responsável pelo sistema de análise dos inscritos para receber o auxílio emergencial.

Segundo levantamento da PSafe, são mais de 250 aplicativos falsos envolvendo o tema coronavírus

No final de abril, a consultoria de segurança digital PSafe mostrou que:

  • Existem mais de 250 aplicativos falsos com o tema coronavírus;
  • São mais de 125 páginas também com o tema coronavírus;
  • Os compartilhamentos de links falsos que causam o golpe do auxílio emergencial ultrapassa os 11 milhões.

Mesmo com estes números, a Caixa considera que o volume de fraudes seja baixo diante dos números de beneficiários e de dinheiro envolvidos no programa. Além disso, estes números estão dentro do nível de segurança planejado para o processo.

Veja agora algumas informações práticas para se proteger do golpe do auxílio emergencial:

1. Golpistas chegam até as pessoas por meio de armadilhas virtuais

  • Sites e aplicativos falsos;
  • Mensagens de Whatsapp;
  • SMS com links para sites falsos.

Sendo assim, é importante que você não entre em qualquer link supostamente compartilhado pela Caixa, nem preencha seus dados pessoais neste tipo de página ou aplicativo.

Importante:

A Caixa não envia mensagens de Whatsapp ou SMS para ninguém e informa que qualquer contato em nome do banco pode ser considerado uma tentativa de fraude.

2. Utilizar apenas os canais oficiais da Caixa pode evitar o golpe do auxílio emergencial

Conforme citado acima, quando os beneficiários do auxílio emergencial acessam somente os canais oficiais da Caixa, não há risco de fraudes.

Para solicitar o auxílio, acesse:

Para sacar o dinheiro, pagar contas, fazer compras e transferir o dinheiro:

  • Aplicativo Caixa TEM
  • Caixas Eletrônicos
  • Internet banking, para quem for cliente Caixa

Para tirar dúvidas

  • Central de atendimento da Caixa pelo telefone 111

É assim que você evita ser vítima do golpe do auxílio emergencial. Não acessar canais suspeitos, não clicar em links recebidos por mensagens e não informar dados bancários e dados pessoais em qualquer lugar certamente são as melhores atitudes que você pode ter para evitar o golpe do auxílio emergencial.

3. Se sofrer o golpe do auxílio emergencial, algumas medidas são indicadas

Por fim, se você teve qualquer quantidade de dinheiro retirada indevidamente da sua conta, ou teve o CPF utilizado de forma irregular, é importante tomar algumas atitudes:

  • Registrar um boletim de ocorrência na Polícia Civil;
  • Fazer uma denúncia ao Ministério da Cidadania pelo telefone 121;
  • Comunicar a fraude a uma agência da Caixa

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem destacada: rafapress / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais