Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Governo permite que empresas adiem por mais tempo a primeira parcela do Pronampe

Programa já ofereceu R$ 37 bilhões em financiamentos.

0

O governo acaba de anunciar mais uma mudança no acesso ao crédito para pequenas empresas. Isso porque o Governo Federal decidiu, na segunda-feira (8), que vai permitir que bancos ampliem o período de carência para o pagamento de empréstimos concedidos a micro e pequenas empresas pelo Pronampe, que funciona como programa de apoio a microempresas e empresas de pequeno porte. Assim, o prazo máximo para pagamento da primeira parcela pode passar de oito para onze meses.

No entanto, essa prorrogação não é automática, nem garantida. Ou seja, a empresa precisa entrar em contato com o banco com o qual realizou o empréstimo e solicitar o adiamento; então o banco deve decidir se aceita ou não o pedido. Continue a leitura para saber mais!

É provável que você também goste:

Banco do Brasil libera empréstimo com taxas reduzidas por tempo limitado

Clientes criticam Nubank nas redes sociais por demora no lançamento do Apple Pay

Confira o próximo grupo que recebe Bolsa Família pelo Caixa Tem

Saiba mais sobre os empréstimos feitos pelo Pronampe

O governo criou o programa no ano passado, para ajudar empresas de pequeno porte durante a crise causada pela pandemia de covid-19. Dessa forma, os próprios bancos ofereceram o dinheiro, mas com garantia de um fundo público. Assim, a concessão de empréstimos aconteceu em 2021, e agora os empresários têm que pagá-los.

Contudo, as empresas pediram mais prazo. Essa prorrogação da carência já era uma reivindicação de empresários, pois os clientes que pegaram financiamentos no início do programa têm que começar a pagar as parcelas em março. Porém, com o agravamento da pandemia de covid-19, muitos afirmam que não têm condições de honrar esses pagamentos no momento.

Programa já ofereceu R$ 37 bilhões em financiamentos

Até então, o Pronampe ofereceu R$ 37 bilhões em financiamentos para que empresas pudessem fazer investimentos ou pagar despesas operacionais. Hoje, os empréstimos têm prazo mínimo de pagamento de 36 meses. Com a prorrogação da carência, os empresários podem, em um momento de dificuldade financeira, ter mais tempo para iniciar esses pagamentos.

Esta foi apenas uma entre as medidas econômicas que o governo criou para diminuir os impactos da pandemia na economia. Muitas delas terminariam no início de 2021, mas com a situação das contaminações se agravando, e o lento processo de vacinação no país, o governo está precisando estender ou atualizar muitas dessas medidas.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então é só seguir o Seu Crédito Digital no YouTubeFacebookTwitterInstagram e Twitch. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc. Siga a gente para saber mais!

Imagem: rafastockbr/shutterstock.com

Comentários
Carregando...