Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Após queda em janeiro, índice do BC aponta crescimento de 0,34% em fevereiro

No primeiro mês do ano, o índice havia registrado queda, mas reagiu agora.

0

O Banco Central informou, nesta segunda-feira (2), que o nível de atividade econômica teve um aumento no mês de fevereiro. Assim, a alta foi pequena, mas importante, sendo um aumento de 0,34% em comparação com janeiro. No primeiro mês do ano, o índice havia registrado queda.

Por isso o aumento é significativo. Lembrando o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) serve como a “prévia do PIB”. Ou seja, mostra a soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Portanto, para saber mais, confira a seguir.

É provável que você também goste:

Banco Central: segunda fase do Sistema Valores a Receber é adiada devido à greve

IPCA-15 aponta que abril teve a maior inflação em 27 anos

Após queda em janeiro, índice do Banco Central aponta crescimento de 0,34%

Primeiramente, vale dizer que o Índice do BC é diferente do resultado do PIB divulgado pelo IBGE. No caso do IBC-Br, do Banco Central, o indicador é criado para tentar antecipar o PIB. Só que nem sempre esses números batem, ou mesmo ficam próximos, do o IBGE divulga.

Em comparação com fevereiro do ano passado, por exemplo, o Banco Central informou que o indicador do nível de atividade divulgado nesta segunda-feira (2) registrou crescimento de 0,66%. Para este ano, o mercado financeiro estima uma alta de 0,65%, com forte desaceleração em relação ao crescimento de 4,6% de 2021.

Isso porque o cálculo de ambos os números é feito de forma diferente. No caso do BC, o indicador incorpora questões como estimativas para agropecuária, indústria e serviços, além dos impostos. Contudo, não considera o lado da demanda, que por sua vez o IBGE incorpora no seu cálculo do PIB.

Porém, o IBC-Br é extremamente importante. Hoje, ele é uma das ferramentas usadas pelo Banco Central para definir a taxa básica de juros do país, por exemplo. Então, com o menor crescimento da economia, em teoria havia menor pressão com a inflação. No mês de março, a taxa atingiu 11,75% ao ano, o maior nível em cinco anos. Nos próximos meses, deve subir ainda mais, podendo atingir 13,25% no fim de 2022.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Ronnie Chua / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar