Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Inscritos no CadÚnico ganham até 100% grátis na conta de energia!

Inscritos no CadÚnico ganham até 100% de desconto na conta de energia. Confira como aproveitar este benefício.

O acesso à energia elétrica é essencial para a qualidade de vida e desenvolvimento das famílias brasileiras. Em um esforço para tornar esse recurso mais acessível, o governo federal implementou a Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), um programa que subsidia parte do custo da energia consumida por famílias de baixa renda.

Neste artigo, você descobrirá como esse benefício funciona, quem são os elegíveis e como os descontos são aplicados, melhorando significativamente a vida de muitas pessoas.

A TSEE é especialmente relevante para as comunidades mais vulneráveis, garantindo que condições econômicas desfavoráveis não impeçam o acesso a um serviço tão fundamental quanto a eletricidade. A seguir, iremos detalhar os critérios de elegibilidade, os descontos oferecidos e como esse benefício promove inclusão social e economia às famílias beneficiadas.

Quem tem direito à Tarifa Social de Energia Elétrica?

Lâmpada, moedas, caneta e calculadora em cima de uma conta de energia
Imagem: Renata Photography/ shutterstock.com

Familílias com renda mensal per capita de até meio salário mínimo são principais alvos desta assistência governamental. Além destes, idosos com 65 anos ou mais e pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) também podem ser beneficiários.

Famílias que têm membros que necessitam de equipamentos energéticos devido a condições de saúde também estão incluídas, desde que sua renda não ultrapasse três salários mínimos.

Como são calculados os descontos na TSEE?

Os descontos na conta de luz são determinados de acordo com o consumo mensal de energia. Para famílias de baixa renda, os descontos são maiores para consumos menores e vão diminuindo à medida que o consumo aumenta.

Por exemplo, o desconto pode chegar a 65% para um consumo de até 30 kWh, reduzindo para 40% entre 31 e 100 kWh. Importante ressaltar que não há descontos para consumos acima de 221 kWh. Para famílias indígenas e quilombolas, as condições são ainda mais favoráveis, com 100% de desconto até 50 kWh/mês.

Como economizar na energia elétrica e aumentar os descontos?

  • Utilize a luz natural durante o dia, abrindo cortinas e janelas para evitar ligar luzes artificialmente;
  • Mantenha os aparelhos eletrônicos em bom estado, já que eles tendem a consumir mais energia quando defeituosos;
  • Escolha eletrodomésticos com selo Procel, indicativo de maior eficiência energética;
  • Desligue os dispositivos da tomada quando não estiverem em uso, evitando o consumo em stand-by;
  • Ajuste o termostato do ar-condicionado para temperaturas mais amenas e use ventiladores sempre que possível.

Além de reduzir suas despesas com energia, praticar essas dicas pode potencializar o valor economizado através da TSEE, colaborando para um futuro mais sustentável e uma vida mais confortável. Aprendendo a gerenciar melhor o consumo de energia, as famílias não apenas economizam dinheiro, mas também contribuem para a redução do impacto ambiental.

Veja também:

Plataformas de streaming reajustam preços médios em até 40%; confira

Por fim, a Tarifa Social de Energia Elétrica é um exemplo de como intervenções governamentais podem facilmente melhorar a qualidade de vida das pessoas, tornando serviços básicos mais acessíveis e promovendo equidade. É essencial estar bem informado sobre esses benefícios, garantindo assim que eles atinjam aqueles que mais precisam.

Imagem: Sidney de Almeida / Shutterstock.com