Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

INSS suspenso: veja o passo a passo de como recorrer e recuperar o benefício

0

Segundo o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o órgão suspendeu mais de 5,24 milhões de benefícios no ano passado. 

Entre os fatores mais comuns, está a suspeita de fraude, dados desatualizados no Cadúnico e o não comparecimento na perícia médica agendada no Instituto.

É provável que você também goste:

Banco Central retoma greve e se junta a servidores do INSS e do MIP em busca de reajuste salarial

Saiba como consultar o extrato de contribuições ao INSS

INSS: a maioria dos brasileiros não sabe com qual valor irá se aposentar; confira como simular

Como recorrer e recuperar o benefício?

No caso de não comparecimento em perícia médica agendada, deve-se marcar uma nova data e comparecer à consulta portando documentos de identificação, laudos e exames médicos. 

Outro fator que pode suspender os pagamentos do INSS é indício de fraude. Assim, se o beneficiário for notificado, será necessário ir à uma agência da Previdência Social para comprovar a regularidade do benefício. 

Em caso de informações desatualizadas no Cadastro Único (CadÚnico), agora é possível atualizá-las diretamente no app disponível para Android e iOS, sem precisar sair de casa.

Além disso, não sacar o dinheiro no banco por 60 dias é outra questão a ser considerada em casos de suspensão de benefícios do INSS, pois isso pode sinalizar que o beneficiário está morto. Portanto, atente-se a esse prazo. 

Em relação ao Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas), os motivos são um pouco diferentes. A falta injustificada no programa de reabilitação profissional e a continuidade em trabalho insalubre ou de alto nível de periculosidade (em caso de aposentadoria especial) podem fazer com que o benefício seja suspenso. 

“Em todos os casos, o segurado pode apresentar a documentação ou atualizar os dados que o pagamento do benefício é restabelecido. O corte não é “de surpresa”. O INSS comunica antes sobre a exigência encontrada para dar o direito de ampla defesa ao segurado.” explicou Adriane Bramante, presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP) para o jornal Extra.

Auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez do INSS  suspenso

Caso seja beneficiário do auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez do INSS e tenha tido seu pagamento suspenso, saiba que nem tudo está perdido. 

É possível entrar com um recurso no Conselho de Recursos do Seguro Social (CRSS) respeitando o prazo de 30 dias após o corte do benefício.

No entanto, será necessário marcar um agendamento para entregar o recurso através do número 135, pelo site ou numa agência do INSS. 

Além disso, vale ressaltar que o prazo de julgamento é de 85 dias, podendo chegar a um ano e meio. Porém, se não quiser esperar tanto tempo, você também pode entrar com uma ação judicial. 

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: rafastockbr / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar