Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Mães menores de idade já podem solicitar o auxílio emergencial de até R$1.200

0

O Auxílio Emergencial ajudou milhões de brasileiros nos últimos meses. Agora, mais um grupo está apto a pedir o benefício do governo. Desde ontem, 30 de junho, mães menores de idade já podem solicitar o recebimento do Auxílio Emergencial. Além disso, há também a diferenciação que havia sido estipulada previamente, na qual mães solteiras podem receber a parcela mensal de R$1.200.

É provável que você também goste:

Aposentados do INSS que ganham mais de um salário mínimo começam a receber 2ª parcela do 13º

Próximas parcelas do Auxílio Emergencial podem ser cortadas com a reanálise de cadastro

Auxílio emergencial em análise infinita? Acordo define prazo máximo de 20 dias

Como as mães menores de idade podem solicitar o benefício:

A novidade está disponível na 16ª versão do aplicativo Caixa Auxílio Emergencial, que foi disponibilizada ainda ontem pela Caixa, para Android e iOS.

A inclusão das mães menores de idade no recebimento do Auxílio Emergencial foi solicitada durante a tramitação da medida provisória que instituiu o benefício no Congresso. A extensão do auxílio foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro no último dia 15. Entretanto, vale lembrar que o cadastro para participar do programa pode ser feito somente até 3 de junho.

Auxílio emergencial é de até R$1.200 para mães solteiras

As mães solteiras menores de idade e chefes de família, ou seja, responsáveis pelo sustento da casa, recebem um valor diferente do auxílio mensal de R$600. Para estas mulheres, o auxílio emergencial é de R.200, também em três parcelas, conforme as definições do governo até o atual momento.

Para solicitar o auxílio, pelo menos dois membros da família devem ser cadastrados

Em entrevista coletiva, a vice-presidente de Tecnologia da Caixa, Tatiana Thomé, explicou como funcionará o processo. Segundo ela, mães menores de idade precisam cadastrar pelo menos dois membros da família (ela própria mais um filho, no mínimo) na hora de solicitar o Auxílio Emergencial.

Contudo, vale ressaltar que caso a adolescente pertença a uma família maior, com algum membro que tenha se cadastrado no Auxílio Emergencial anteriormente, precisará fazer o cadastro compatível com o do outro membro da família.

Grávidas menores de idade ainda não podem solicitar o benefício de até R$1.200

Outro fator importante referente à inclusão do novo grupo na solicitação do Auxílio Emergencial refere-se às grávidas menores de idade. Estas não poderão fazer o cadastro porque o aplicativo pedirá o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) do filho.

Para solicitar o benefício, o processo de cadastro segue a mesma ordem dos demais requerentes. Ao entrar no aplicativo, a mãe digitará nome completo, número do CPF, nome da sua mãe e data de nascimento. Todos os dados conforme constam nos cadastros da Receita Federal. Além disso, o aplicativo oferece a opção “mãe desconhecida”, caso a requerente não conheça a mãe.

Após este processo, são inseridos dados de renda mensal e integrantes familiares, além de endereço e atuação profissional. Lembramos que o Auxílio Emergencial é disponibilizado somente para desempregados ou pessoas que atuam de forma autônoma (ou como MEI) e se enquadrem nos demais requisitos do programa.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Brenda Rocha via shutterstock

Comentários
Carregando...