Ser responsável pelas finanças de uma empresa não é fácil. Afinal, é preciso obter o máximo de benefícios de cada investimento para que o negócio prospere, evitando os gastos necessários que atrapalham o sucesso do projeto. E quando falamos em gastos desnecessários, automaticamente já pensamos em tarifas abusivas, não é? No caso das empresas, é essencial fazer uma revisão das contas bancárias e fugir de cada gasto que não é necessário com transações. Sendo assim, as contas digitais para pessoas jurídicas (PJ) são uma ótima opção para economizar e ganhar mais praticidade no dia a dia. Muitas delas oferecem isenção de tarifas, além de atendimento 100% online, para não precisar deixar a empresa em função de visitas ao banco.

É provável que você também goste:

Quais são as melhores maquininhas de cartão para MEI?

As melhores alternativas ao Nubank para cartão de crédito, conta PF e PJ

Conheça 4 empresas que auxiliam o empreendedor iniciante a ter sucesso

O que considerar antes de abrir uma conta digital PJ?

Por mais que muitas empresas tenham necessidades semelhantes, é preciso pensar no que é ideal para o seu negócio, o seu dia a dia. Um profissional autônomo que está enquadrado como MEI e uma grande empresa certamente procuram coisas diferentes em uma conta bancária.

Então, antes de decidir qual banco ou fintech você vai escolher para sua empresa, liste as suas necessidades. Elas podem ser a geração de boletos, uma maquininha de cartão de crédito, crédito para ter capital de giro, TEDs sem custo para pagar salários etc. Cada instituição oferecerá pacotes diferentes e vantagens para determinados tamanhos de empresas.

Bancos digitais são melhores que os tradicionais?

Normalmente, as fintechs são a melhor opção quando falamos de economia, afinal isentam os clientes de muitas tarifas, como emissão de boletos e transferências, além de fornecerem cartões de crédito sem anuidade.

No entanto, há empresários(as) que fazem questão de um atendimento presencial, ou já são clientes como pessoa física de um determinado banco há muito tempo e estão satisfeitos. Contudo, sempre vale a pena experimentar um serviço novo que pode representar uma grande economia no final do ano.

Uma comparação para usar de exemplo é a conta MEI do Banco Inter, que não cobra taxas, enquanto a conta MEI do Santander cobra R$ 25 mensais. O Santander, porém, oferece maquininha de cartão, então vale avaliar conforme a necessidade de cada empresa e conhecer também outras fintechs que ofereçam maquininha sem esse custo.

Conheça as principais fintechs com soluções para empresas

Algumas instituições oferecem contas digitais PJ voltadas principalmente para MEIs e pequenas empresas. Confira abaixo alguns exemplos e escolha a que for melhor para o seu negócio.

C6 Bank

A fintech C6 Bank oferece conta grátis para quem é MEI. A conta digital inclui um cartão de crédito sem anuidade, 100 TEDs por mês, saques ilimitados e adesão grátis para a maquininha. O cartão de crédito incluso na conta é da bandeira Mastercard e é uma ótima funcionalidade para os pequenos empreendedores começarem a separar os gastos da empresa dos pessoais.

Se o limite de 100 TEDs no mês for ultrapassado, cada uma a partir disso terá uma tarifa de R$ 4. Já se as vendas mensais pela maquininha C6 Pay ficarem abaixo de R$ 5 mil, a adesão fica por 12x de R$34,90. 

Quem não quiser a conta digital, mas quiser a maquininha do C6 Bank, pode escolher entre três opções:

  • SuperMini: 12x de R$ 18,90; emite comprovante digital; permite pagamento por aproximação.
  • Essencial: 12x de R$ 34,90; emite comprovante impresso; permite pagamento por aproximação e tem touchscreen.
  • Smart: 12x de R$ 49,90; emite comprovante impresso; permite pagamento por aproximação, tem touchscreen e vem com sistema Android.

Banco Original

Se você quer gerenciar suas finanças pessoais e empresariais em um único aplicativo, o Original pode ser o melhor banco para você. Pelo mesmo app, você vai alternando entre as duas contas, de forma mais prática.

A conta PJ deles custa normalmente R$ 19,90 por mês, mas segundo o site da instituição, quem abrir a conta até 30/06/2020 ganha isenção de tarifas. A conta também dá direito a um cartão com a bandeira Mastercard, que dá cashback conforme utilizado, seja no crédito ou no débito.

Se você gasta ao menos R$ 5 mil por mês no cartão da empresa, pode ganhar de volta, em um ano, R$ 300, por exemplo. O cashback, até R$ 1.499,99 gastos, é de 0,25%. A partir de R$ 1.500,00 gastos, a fatura rende um cashback de 0,50%. Na função débito, o percentual que você recebe de volta é 0,15%.

Banco Inter

Por fim, é possível criar uma conta para MEI ou para uma empresa maior com o Banco Inter. A conta MEI dá direito a 100 TEDs gratuitas por mês, emissão de 100 boletos gratuitos, além de convênio com as principais maquininhas de cartão para o pagamento cair na conta automaticamente.

Na conta PJ, há a mesma quantidade de TEDs e boletos gratuitos. Os adicionais são a folha de pagamento automática, taxas especiais na maquininha de cartão, gestão de acessos pela sua equipe e recebimentos por QR Code. Ela também não cobra taxas.

E você, já tem uma conta digital para sua empresa? Na sua opinião, qual banco oferece as melhores contas digitais para PJ?

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem destacada: Freepik