Hoje em dia, ter um cartão de crédito pode ser muito vantajoso, ainda mais sem o pagamento de anuidade, como foi liberado pelas Fintechs e que começou a ser adotado pelas demais instituições financeiras tradicionais, como Banco do Brasil e Santander. Entretanto, em um momento em que os consumidores procuram por isenção de taxas e anuidades no cartão de crédito, os bancos Bradesco e Santander elevaram no mês de junho as taxas de juros para quem paga a fatura mínima. No Santander, a taxa de juros anual é de 241,91%, enquanto que no Bradesco, está em 317% ao ano. Realmente não é legal pagar o mínimo, e ter que pagar altas taxas de juros. No entanto, em um caso de emergência, isso pode acontecer. Pensando nisso, elencamos aqui neste post, os cartões de crédito digitais com as menores taxas no rotativo. Confira!

Leia também:

Cartão de crédito sem anuidade iPlace permite comprar iPhone em até 24 vezes.

Como conseguir anuidade grátis do cartão Submarino pra sempre.

Quais são os melhores cartões de crédito sem anuidade da Mastercard?

Os cartões de crédito digitais com as menores taxas no rotativo

Banco Inter

O Banco Inter é o que possui a melhor taxa de juros no crédito rotativo, entre os cartões de crédito digitais. Atualmente, o banco está cobrando 3.92% ao mês, ou ainda 58,66% ao ano.

cartão de crédito sem anuidade do Banco Inter

Ourocard Fácil

O Ourocard Fácil possui uma boa taxa de juros do crédito rotativo, que varia entre 1,92% a 9,79% ao mês. Isso depende de análise interna do banco, e leva em conta fatores como o relacionamento com o seu banco, Score de crédito, entre outros fatores.

Nubank

O Nubank é um dos cartões mais amados pelos brasileiros, entre as Fintechs. O roxinho cobra de 2,75% a 14% ao mês, e isso depende do cliente. Portanto, a instituição cobra de acordo com o perfil do usuário e com testes que faz. Essa prática é bastante comum no exterior, e seria injusto se cobrasse o mesmo de todo mundo. Para reparcelar a sua fatura, você paga de 2,75% a 9,5% ao mês.

Credicard Zero

O cartão de crédito Credicard Zero cobra juros no rotativo de até 9,9% ao mês. Os juros no parcelamento da fatura também ficam em torno de 1,45% a 9,40% ao mês.

Original

O cartão de crédito Original cobra 12.43% ao mês, e 308.02%. Portanto, uma das maiores taxas entre os cartões de crédito digitais elencados aqui neste post.

Trigg

O cartão de crédito digital Trigg possui uma das mais altas taxas de juros do rotativo entre os cartões de crédito digitais. Os juros do rotativo são de 15,9% ao mês. Todavia, os juros parcelados podem variar de 10,9% a 13,9%.

Trigg

Digio

Infelizmente, o cartão de crédito Digio não possui a função de crédito rotativo. Portanto, você terá que parcelar o que ficou devendo, com uma taxa de juros de 7,90% ao mês.

Digio

Considerações finais

Deixar de pagar o total da sua fatura não é uma boa escolha, pois fatalmente você terá que pagar o mínimo da sua fatura, ou ainda ter que reparcelar em alguns casos. Contudo, no caso de eventuais necessidades, fica o alerta de estar por dentro das taxas praticadas pela emissora do seu cartão de crédito, para não cair em ciladas, e não ter surpresas desagradáveis no final do mês.

Gostou da notícia?

Então, nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Acompanhe os nossos artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao assunto das Fintechs.