Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Mercado Livre capta US$ 1,55 bi e ações dos concorrentes despencam

Confira mais dados do prospecto publicado pelo Mercado Livre.

0

O Mercado Livre conseguiu US$ 1,55 bilhão na sua primeira oferta de ações em mais de dois anos. A empresa de comércio eletrônico vendeu um milhão de ações a US$ 1.550 cada, de acordo com o comunicado. Ademais, a varejista quer usar os recursos levantados em “propósitos corporativos gerais”, conforme o prospecto publicado. Diante do aporte, as ações das suas principais concorrentes despencaram.

É provável que você goste também:

Mercado Livre lança seu 7º Centro de Distribuição no Brasil: saiba onde fica

É verdade que o Mercado Livre está dando prêmios grátis de Black Friday?

Mercado Livre capta US$ 1,55 bi e ações dos concorrentes despencam

O Mercado Livre cresce a cada vez mais desde que iniciou a pandemia. Afinal, a cada dia, há um número maior de consumidores que compram online usam opções de pagamento digitais. A empresa continuou a alcançar grandes marcos no 3º trimestre: em e-commerce, houve um volume recorde de mercadoria bruta de US$ 7,3 bilhões. Enquanto isso, a carteira de crédito da sua fintech aumentou para mais de US$ 1,1 bilhão.

De acordo com André Chaves, vice-presidente sênior da empresa, “nosso perfil de geração de caixa atual é suficiente para financiar nossos próximos investimentos. Mas queremos a flexibilidade para acelerar sem ter que acessar os mercados com pressa”, disse. “O foco dos investidores está no longo prazo.”

Ademais, as ações do Mercado Livre despencaram até 7,2% na abertura em Nova York na última terça-feira (16), fechando com forte queda de 5,61%, a US$ 1.541,55. A empresa vendeu ações pela última vez em março de 2019. Nessa ocasião, ela levantou US$ 1,9 bilhão por meio de uma oferta pública de ações que incluiu um investimento direto de empresas com o PayPal.

No início de 2021, o Mercado Livre fez uma emissão de US$ 1,1 bilhão em títulos que adicionaram uma tranche de US$ 400 milhões em dívida sustentável. Na ocasião, a empresa disse que parte dos recursos se destinaria ao aumento da frota de veículos elétricos para entregas. Depois de levantar o capital, o Mercado Livre poderia investir mais na logística, nos serviços e produtos. Tudo isso com um único intuito: aumentar o seu poder de barganha em estoques.

Notícia negativa para o setor

De acordo com a XP, a notícia de captação do Mercado Livre é negativa para as empresas do setor de e-commerce. É dito isso, pois dá maior liquidez para o líder de mercado no Brasil. E assim, isso deve colocar ainda mais fogo na competição no Brasil.

As ações do Magazine Luiza, por exemplo, tiveram um dia de forte queda. Na terça-feira (16), ela fechou a sessão abaixo dos R$ 10 – os ativos caíram 12,65%. Enquanto isso, os ativos da Americanas caíram 8,77%, e os papéis da Via reduziram 7,73%.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -